MUNDO
29/01/2015 20:58 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Crescer em bairro pobre 'prejudica' a ascensão econômica, sugere estudo

iStock

O bairro onde cresceu pode dizer mais sobre o seu futuro social e econômico do que você imagina. Mais importante que um diploma universitário, o lugar em que morou até a adolescência pode determinar a renda que terá décadas mais tarde.

É o que sugere um novo estudo elaborado pelos pesquisadores Douglas Massey, da Universidade de Princeton, e Jonathan Rothwell, do Instituto Brookings, divulgado na publicação Economy Geographic.

O estudo concluiu que uma pessoa que viveu até aos 16 anos em um bairro pobre deixa de ganhar, em média, cerca de US$ 900 mil (ou cerca de R$ 2,3 milhões), ao longo de sua vida, em comparação a alguém de um bairro de classe alta.

Em um post no blog do Instituto Brookings, Rothwell afirma ainda que nem mesmo a mudança para um bairro com menores taxas de pobreza ajuda na ascensão social.

Mas, afinal, o que poderia explicar o efeito de um bairro em nosso rendimento 20 ou 30 anos mais tarde? Para Rothwell, a qualidade da escola é um dos fatores que mais influenciam a renda de uma pessoa.

"Sabemos que a qualidade da escola está relacionada com a renda do bairro. Há evidências experimentais que mostram que crianças de classe baixa recebem salários menores na vida adulta, em comparação àquelas que estudaram em escolas de qualidade."

Curta a gente no Facebook |
Siga a gente no Twitter

LEIA TAMBÉM:

- Desigualdade de gênero no trabalho custa US$ 9 trilhões por ano aos países em desenvolvimento

- Brasil gera 396 mil vagas em 2014 e tem o pior resultado em 12 anos