NOTÍCIAS

Lucas Silva e Silva previu a crise da água em São Paulo

28/01/2015 20:13 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Coincidência ou premonição?

No episódio "O Esquadrão do Sabonete", do seriado Mundo da Lua, o garoto Lucas Silva e Silva fica ~boladão~ porque sua família tenta obrigá-lo a tomar banho. Trancado no banheiro, começa a sonhar acordado com um Brasil sem água.

Nossa crise se restringe à região Sudeste, mas algumas passagens do episódio dão uma sensação louca de djavan déjà vu. Recomendamos fortemente que você assista tudo no vídeo acima (só tem 11 minutos!), mas destacamos alguns trechos:

"Atenção, povo do meu país. Estamos em estado de alerta. O abastecimento de água entrou em colapso. É com pesar que devo anunciar que a partir desse momento, estão proibidos os banhos. REPITO: ESTÃO PROIBIDOS OS BANHOS EM TODO O TERRITÓRIO NACIONAL."

A notícia do racionamento de água provavelmente despertou em todas as famílias do Sudeste a mesma reação da família Silva e Silva. Mas o anúncio foi curto e grosso na ficção, bem diferente da realidade. Apesar de terem assumido o racionamento, o governador Geraldo Alckmin e a Sabesp voltaram atrás e, até agora, falam com muita "timidez" sobre o assunto...

- Estou com coceira, mãe!

- Claro, estamos há quatro dias sem tomar banho...

- Pelo amor de Deus, não dá pra tomar um banhozinho só, nem que seja de canequinha?

- Não podemos nem trocar de roupa, Carolina?

- É melhor guardarmos as roupas limpas. Essa falta d'água pode demorar anos, seu Orlando! Anos!

Paulo Yoshimoto, um dos diretores da Sabesp, falou em canequinha e disse que é possível que haja racionamento de cinco dias por semana caso não chova nos próximos meses.

Em um áudio vazado de uma reunião da Sabesp de outubro, ele revelou um quadro assustador: "Aqui não tem água. Não vai ter água pra tomar banho, não vai ter água pra limpeza da casa. Quem puder compra garrafa, água mineral. Quem não puder, vai tomar banho na casa da mãe lá em Santos, Ubatuba, Águas de São Pedro... sei lá.”

- Acho que tem alguém indo para a cozinha.

- Um ladrão?

- Não deixa de ser. Ele foi pegar água.

- Lucas, foge, eles já te descobriram!

No fim do episódio, a situação é tão drástica que, ao descobrirem que Lucas está roubando água para tomar banho, os pais do menino o perseguem pela casa. Na fuga, Lucas acaba derrubando a última garrafa de água que restava nas reservas da família.

Especialistas indicam que a crise da água em São Paulo veio para ficar e que não há solução a curto prazo. “Quando acabar a água serão interrompidas atividades que não são consideradas essenciais, com cortes para o comércio, para a indústria e o fechamento de locais com muito uso de água, como shoppings, escolas e universidades”, disse ao Brasil Post o professor Antonio Carlos Zuffo, especialista na área de recursos hídricos na Unicamp.

***

Resumo da história? Especialmente no Estado de São Paulo, a insistência em ignorar todos os alarmes de racionamento e a falta de transparência na gestão dos recursos hídricos criaram uma situação tão surreal que poderia perfeitamente estar em uma peça de ficção.

Infelizmente, não temos como acordar do pesadelo de uma hora para a outra como no episódio de Mundo da Lua. A água tende a ficar cada vez mais cara e rara, e isso demanda que o povo do Sudeste, que vive em uma "cultura de abundância", desenvolva uma nova consciência de uso da água.

Curta a gente no Facebook |
Siga a gente no Twitter

LEIA MAIS

- Em situação extrema, Sabesp pode adotar rodízio com cinco dias sem água por semana

- Minas Gerais pode sofrer 'racionamento severo' de água daqui a três meses, adverte governador Fernando Pimentel

- Sem chuva, volume morto de represas do Rio de Janeiro só dura até outubro