NOTÍCIAS
13/01/2015 13:47 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Colunista Hildegard Angel sugere ‘cobrar entrada' em praias do Rio e acaba trolada por internautas nas redes sociais

Montagem/Reprodução Facebook

Conhecida por suas opiniões sobre o jet set fluminense e a conjectura política do País, a colunista e jornalista Hildegard Angel deve ter invadido a sua timeline nesta terça-feira (13). A razão foi a postagem dela em sua página, pela manhã, na qual ela defende duas medidas polêmicas para, segundo ela, “reprimir as hordas e hordas de jovens assaltantes e arruaceiros” nas praias do Rio de Janeiro.

1 – Em tais dias de grande concentração de pessoas nas ruas e praias, nos fins de semana e feriados do verão, diminuir drasticamente a circulação das linhas de ônibus e de Metro no fluxo Zona Norte – Zona Sul, estimulando o aumento do fluxo Zona Norte – Zona Oeste, para haver uma distribuição mais equilibrada da população das praias. Barra, Recreio, São Conrado têm praias imensas, lindas. Modo de evitar concentrações opressivas.

2 – Caso essa providência não alcance resultado, partir para um plano B radical: cobrar entrada nas praias de Leme, Copacabana, Ipanema, Leblon. Isso pode soar com estranheza para os cariocas, que sempre tiveram a praia gratuita, mas no exterior é a normalidade. Preços módicos, naturalmente.

Sim, você não entendeu errado: Hildegard, filha da estilista Zuzu Angel e irmã de Stuart Angel (assassinado pela ditadura), defendeu que a população da zona norte do Rio, historicamente mais simples e pobre, não tenha acesso às badaladas praias da zona sul da capital fluminense. Afinal, segundo o raciocínio dela, é de lá que surgem aqueles que “geram intranquilidade atacando cariocas e turistas nesses arrastões do verão no Rio de Janeiro”.

“As medidas são antipáticas e discriminatórias, concordo. Mas ou é isso ou será o caos. Ou melhor, o caos já é. Daí pra pior”, concluiu em seu texto, postado em sua página pessoal.

Naturalmente, foi sumariamente trolada pelos internautas nas redes sociais sem dó nem piedade. A começar pelos comentários no Twitter...

tweet hilde

... e continuou...

tweet hilde

No Facebook, mais ironias para cima dela nos comentários.


Ao final, a própria reconheceu que possa ter “dado um palpite errado”.

tweet

Para quem não a conhece, Hildegard já se envolveu em outras polêmicas. A maior delas talvez seja a defesa ferrenha que ela fez e faz de figuras como José Dirceu e José Genoino, petistas condenados pelo esquema do mensalão. “Importante: o sacrifício desses heróis não é patrimônio do PT, é da História Brasileira!”, postou sobre o tema no ano passado.

LEIA TAMBÉM

- Retrospectiva 2014: Conheça 14 casos que provam que ainda existe racismo no Brasil

- ASSISTA: Renato Aragão diz que negros e gays não se ofendiam com humor dos Trapalhões