NOTÍCIAS
06/01/2015 18:49 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Críticas e reclamações no Campeonato Carioca podem render multa de até R$ 50 mil, define FERJ

Montagem/AP e Estadão Conteúdo

O vexame do 7 a 1 sofrido pela seleção brasileira na Copa do Mundo diante da Alemanha segue rendendo medidas inversas às esperadas e necessárias para o futebol do País. Um novo exemplo foi dado pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), que inseriu uma ‘curiosa’ cláusula de censura no seu regulamento geral de competições de 2015.

Neste ano, qualquer jogador ou dirigente que fizer um “comentário contrário” aos interesses do campeonato deverá ser multado em R$ 50 mil pelo clube ao qual pertencer.

Pelo que diz o 133.º artigo do regulamento, a multa é aplicada quando a declaração considerada “contrária, depreciativa ou ofensiva” foi veiculada em qualquer meio de comunicação, sendo decorrente direta ou indiretamente da declaração de qualquer “subordinado à presidência de qualquer associação (clube)”.

A multa será dobrada a cada “ato lesivo” gerado porque qualquer outra pessoa ligada ao clube. Há, porém, uma forma de reduzir a punição pela metade: caso o presidente do clube publique uma nota oficial na página principal do clube na internet, em até 48 horas, desmentindo o “ato lesivo”.

Resumo da ópera: nada de reclamar de buracos no gramado, vestiários sem água, erros grosseiros de juízes e tabela sem noção. O bolso agradece. Assim segue o futebol brasileiro, cujos estádios saíram ainda mais caros do que o previsto, como se soube nesta semana. Enquanto isso, ‘gol da Alemanha’...

(Com Estadão Conteúdo)

Curta a gente no Facebook |
Siga a gente no Twitter

LEIA TAMBÉM

- Príncipe da Jordânia anuncia que enfrentará Blatter na eleição da Fifa

- As lições e os caminhos a se seguir após a "Vergonha do Mineirão"

- Novo ministro do Esporte, George Hilton admite 'não entender profundamente' da área

- Retrospectiva 2014: Relembre os principais momentos do esporte no ano que passou