COMPORTAMENTO
18/12/2014 11:44 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

‘We.Women' mostra mulheres confrontando suas inseguranças sobre o próprio corpo

Neringa Rekasiute

“O que é uma mulher bonita?”

O poderoso projeto fotográfico da lituana Neringa Rekasiute faz essa pergunta. Com seu trabalho, ela quer recolocar em nossas mãos – uma mulher de cada vez -- o poder de decidir o que torna uma mulher bonita.

wewoman2

Em uma série de fotos intitulada “We.Women” (nós mulheres), Rekasiute captura 12 mulheres confrontando partes de suas aparências que elas aprenderam a enxergar como problemáticas.

O projeto começou com um rascunho.

wewomansketch

Tradução: “Tão gorda! Olha essas pernas gordas! Nojento!”

O rascunho acima foi desenhado por Beata Tiskevic, uma famosa atriz e apresentadora de TV lituana, explicou Rekasiute para o HuffPost Women por email.

“Beata me mostrou esse desenho de uma mulher se olhando no espelho, e havia palavras no corpo dela: as palavras que ela ouviu a vida inteira sobre seu corpo ‘imperfeito’. Beata e eu estávamos discutindo fazia tempo sobre a necessidade de um projeto para dar poderes às mulheres da Lituânia”, disse Rekasiute. Era isso. “Disse para ela: ‘Temos de fazer’.”

Rekasiute e Tiskevic colaboraram com a especialista em comunicação Modesta Kairyte para trazer o projeto à vida.

A equipe usou o grande número de seguidores de Tiskevic no Facebook para convidar mulheres dispostas a compartilhar suas histórias e a ser fotografadas de calcinha e sutiã.

Um convite intimidador, de fato. Mas a resposta foi incrível.

“Eram tantas, eu chorava lendo as mensagens”, diz Rekasiute. “Muitos problemas sociais se sobrepunham.”

O ensaio permitiu que as 12 mulheres selecionada confrontassem suas inseguranças e os comportamentos destrutivos promovidos pela autopercepção. “As mulheres escreviam sobre bulimia, anorexia, vergonha de ser gorda, vergonha de ser magra, violência masculina”, diz Rekasiute. “Esse projeto nos mostrou muitas feridas profundas em nossa sociedade.”

wewoman12

A fixação em um padrão de beleza estreito é familiar para o público americano, mas o “culto da beleza padronizada é especialmente forte na sociedade e na mídia da Lituânia”, diz Rekasiute. “Beata e eu queríamos... trazer os corpos naturais e reais de mulheres comuns de volta aos holofotes.”

Rekasiute acredita que a autoaceitação em nível individual pode ter grande impacto coletivo. “Imagine quanta energia é liberada quando [as mulheres] aceitam seus corpos”, diz ela. “Elas podem conquistar tantas coisas, é inacreditável!”

O projeto é um lembrete importante de que a imagem positiva do corpo tem um papel chave quando se trata de dar poder às mulheres. “Não somos só nosso corpo – o corpo é só a forma, não o conteúdo”, escreve Tiskevic.

Quanto mais nos convencermos dessa verdade, mais poderosas seremos.

wewoman10

wewoman8

wewoman7

wewoman6

wewoman1

wewoman4

wewoman5

wewoman9

H/T Bored Panda

Veja mais imagens inspiradoras abaixo e visite o site de Neringa Rekasiute para o ensaio completo.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.