NOTÍCIAS
17/12/2014 17:15 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Desenhos animados são mais 'assassinos' que filmes adultos, diz estudo

Reprodução/Disney

É mais fácil um personagem importante morrer em um desenho animado do que em um filme para adultos, aponta um estudo publicado pelo site especializado British Medical Journal. De acordo com os pesquisadores Ian Colman e James Kirkbride, que analisaram 45 filmes infantis, os protagonistas de animações têm 2,5 vezes mais chances de morrer que os das produções feitas para adultos. "Em vez de ser uma alternativa inofensiva e mais suave que os filmes de terror e os dramas, os desenhos animados mostram, de fato, assassinatos e desordens", afirma a dupla.

Foram eleitos para a pesquisa desenhos animados de grande êxito em bilheteria, como Branca de Neve e os Sete Anões, de 1937, e Frozen - Uma Aventura Congelante, de 2013. Colman e Kirkbride compararam as mortes de personagens principais com o conteúdo de outras tramas para adultos, como os longas de terror O Exorcismo de Emily Rose e Revelação, e os thrillers Pulp Fiction, Os Infiltrados e Cisne Negro, também sucessos do cinema e lançados dentro do mesmo período de tempo. Não foram levados em conta filmes de ação ou aventura que podem ser vistos por crianças.

Os pesquisadores ressaltaram que os pais dos protagonistas das animações tinham cinco vezes mais chances de baterem as botas. A lista de perdas tocantes é ampla: por tiros de armas de fogo em Bambi, Pocahontas e Peter Pan, com arma branca em A Pequena Sereia e A Bela Adormecida, ou por ataques de animais em Procurando Nemo e Tarzan.

Os filmes em que carros e brinquedos são protagonistas não foram levados em consideração na pesquisa, já que não é possível determinar se o conceito de morte é aplicável a eles.