NOTÍCIAS
11/12/2014 15:32 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

McLaren confirma retorno de Alonso e mantém Button

Ahmed Jadallah / Reuters

A McLaren enfim encerrou a novela sobre sua dupla de pilotos para 2015. Nesta quinta-feira, a equipe inglesa confirmou a aguardada volta do espanhol Fernando Alonso e garantiu a permanência do inglês Jenson Button para a próxima temporada da Fórmula 1. O dinamarquês Kevin Magnussen foi quem perdeu o posto no time. Será o piloto reserva em 2015, após estrear como titular neste ano.

O anúncio da contratação de Alonso já era esperado desde outubro. A saída de Sebastian Vettel da Red Bull rumo à Ferrari só aumentou os rumores sobre a transferência do espanhol nas últimas semanas. A maior expectativa quanto ao anúncio da McLaren recaía sobre o experiente Button. O campeão de 2009 disputava a vaga com Magnussen e acabou levando a melhor.

Alonso fará seu retorno à McLaren depois de uma passagem tumultuada pela equipe em 2007. Naquele ano, o espanhol esteve envolvido em um escândalo de espionagem que gerou uma multa de US$ 100 milhões e a desclassificação à McLaren no Mundial de Construtores daquele ano. Além disso, Alonso teve duelo ferrenho com Hamilton que acabou entregando nas mãos de Kimi Raikkonen, da Ferrari, o título do Mundial de Pilotos.

Os conflitos dentro da equipe geraram a rescisão contratual, por decisão mútua, no fim de 2007 e Alonso voltou à Renault, equipe que defendeu por mais dois anos antes de correr pela Ferrari a partir de 2010. No time italiano, o bicampeão mundial tinha a expectativa de faturar mais títulos e até impor novo domínio na F1, como fizera o alemão Michael Schumacher anteriormente.

Mas Alonso não teve sucesso em trabalhar com os carros, considerados abaixo da média, fornecidos pela Ferrari nos cinco anos em que esteve no time. A insatisfação crescente culminou nesta temporada com a demissão do chefe de equipe, Stefano Domenicali, e até do próprio presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo. Sem eles no comando, Alonso decidiu buscar uma nova equipe.

E fez seu retorno à McLaren, seduzido pelas promessas de um renascimento da equipe, a partir de nova parceria com a Honda, em 2015. Sem vencer uma corrida há dois anos, o time inglês mudou sua direção no fim do ano passado e agora, com uma dupla de pilotos mais experiente, pretende retomar o caminho das vitórias na categoria.

Para tanto, vai contar novamente com a experiência de Button. Aos 35 anos, o inglês vai disputar sua 16ª temporada na F1 em 2015. Piloto mais velho do grid, Button só conheceu seu destino nesta semana. Insatisfeito com a condução das negociações nas últimas semanas, ele chegou a falar em tom de despedida no GP do Brasil e em Abu Dabi. Afirmara que deixaria a F1 se não permanecesse na McLaren.

Com o fim da novela na equipe inglesa, o grid da Fórmula 1 está praticamente definido para 2015. Somente a Caterham e a Manor, novo nome da Marussia, não definiram seus pilotos. As duas nanicas, contudo, ainda nem estão garantidas no campeonato. Elas constam na lista inicial divulgada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA), mas ainda precisam confirmar seus lugares na competição do próximo ano.