ENTRETENIMENTO
28/11/2014 20:26 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:53 -02

Morte de Roberto Gómez Bolaños: Presidente do México, Seu Barriga e outros famosos lamentam morte de Chespirito

Divulgação

Celebridades e figuras famosas lamentaram nas redes sociais a morte do humorista mexicanoRoberto Gómez Bolaños, criador e intérprete dos personagens Chaves e Chapolin, e que faleceu nesta sexta-feira (28), aos 85 anos.

Fiel companheiro nos tempos de Chaves, Chapolin Colorado e outros personagens criados por Bolaños, apelidado de Chespirito no início de carreira, o ator Edgar Vivar – que viveu o Seu Barriga e Nhonho em Chaves – deixou uma mensagem ao amigo pouco tempo depois da morte de Bolaños ser confirmada.

“Roberto, não se vá, permanece em meu coração e no coração de todos aqueles que você fez feliz. Adeus, Chavinho. Até logo”, escreveu no Twitter.

Outro colega de carreira, o ator Ruben Aguirre (intérprete do Professor Girafales) também lamentou a perda.

Apesar das relações estremecidas nos últimos anos por disputas judiciais com Bolaños, a atriz Maria Antonieta de las Nieves, que viveu a Chiquinha, também se pronunciou com pesar.

O presidente do México, Enrique Peña Nieto, foi outro a prestar os seus respeitos ao humorista.

Fã incondicional de Chespirito, o qual inclusive chegou a homenagear em seu capacete, o piloto mexicano Sergio Pérez, da equipe Force India da Fórmula 1 também ficou triste com a notícia.

Ainda no México, a Federação Mexicana de Futebol também prestou seus respeitos. Bolaños era um grande fã de futebol – não por acaso, há várias menções ao brasileiro Pelé em vários episódios.

No Brasil, vários artistas conhecidos prestaram uma última homenagem ao comediante, que tem suas séries exibidas no Brasil desde 1984.

O SBT também postou uma mensagem ao eterno Chaves no Facebook.

LEIA TAMBÉM

- Morte de Roberto Gómez Bolaños: Um dos últimos tweets do criador de Chaves e Chapolin declarava amor aos brasileiros

- 13 quadros do "Domingo Legal" que mudaram a TV Brasileira

- Do Polegar ao mundo das drogas e tráfico de armas: a vida louca de Rafael Ilha (FOTOS)

- Por que Robinson Monteiro sempre será o maior cantor de auditório de todos os tempos