NOTÍCIAS
12/11/2014 14:04 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:45 -02

'Voltei para resgatar o Vasco', diz Eurico Miranda

ANDRÉ MOURÃO/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Após ver a sua chapa vencer com folga a eleição para presidência do Vasco, em resultado conhecido apenas na madrugada desta quarta-feira, Eurico Miranda disse que voltará a ocupar o cargo que deixou em 2008 para poder resgatar o prestígio do clube, que no período da gestão de Roberto Dinamite ameaçou dois rebaixamentos para Série B do Campeonato Brasileiro e hoje vive grave crise financeira.

"Já passei por todos os cargos do Vasco e eu só voltei para resgatar o Vasco. Para tirar o Vasco desta situação. Se o Vasco não se encontrasse nessa situação, não haveria hipótese de eu voltar", ressaltou Eurico, que ganhou a eleição com 2.733 votos, contra apenas 1.570 do segundo colocado, Júlio Brant, da chapa "Sempre Vasco".

O polêmico dirigente de 70 anos de idade irá assumir oficialmente a presidência no início do próximo mês, após os membros da chapa "Volta Vasco. Volta Eurico" se reunirem no próximo dia 19, data marcada para tomar posse no Conselho Deliberativo e confirmar a indicação do dirigente ao cargo. Isso acontece porque a eleição no clube é indireta e obriga aprovação do conselho para ratificar o novo presidente, o que deverá ser apenas uma formalidade.

Mas, antes mesmo de voltar à presidência, o candidato vencedor prometeu: "O respeito vai voltar ao Vasco, internamente e externamente. É só isso. Isso eu tenho condições de fazer. Acho que todo o resto é consequência, todo o resto vem depois disso. Com apoio ou sem apoio, uma coisa eu garanto e isso é uma coisa pessoal: o respeito vai voltar ao Vasco".

A chapa de Eurico Miranda entrará no clube com 120 cadeiras no Conselho Deliberativo, além dos 150 natos (chamados de beneméritos), enquanto a de Júlio Brant terá 30 conselheiros.