NOTÍCIAS
05/11/2014 22:52 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

8 coisas que você provavelmente não sabia sobre a sua língua

Sem ela, teríamos dificuldade para comer, respirar e falar - mas o quanto nós realmente sabemos sobre a nossa língua?

Aqui estão oito fatos divertidos, mitos derrubados e dicas de saúde sobre esse órgão tão incompreendido.

1. O tamanho médio da língua é cerca de 10 centímetros.



Essa é a medida desde a parte de trás da garganta até a ponta. Mas o novo recorde mundial do Guinness para a língua mais longa contabiliza em 10,1 centímetros - medidos desde a ponta da língua, quando esticada, até fora dos lábios, informou a BBC. O dono da língua fera acima é Nick Stoeberl, que superou o recorde anterior de 9,8 centímetros. "A parte da língua de Stoeberl que se estende além dos lábios é maior do que a língua de uma pessoa comum em sua totalidade", escreveu a BBC.

2. A língua comum tem milhares de papilas gustativas.

Algo em torno de 2.000 a 10.000, disse o Dr. Nicholas Bower ao site Woman's Day. Pessoas com mais de 10.000 papilas gustativas são conhecidas como "superdegustadores", enquanto que as pessoas com menos papilas gustativas são conhecidas como não degustadores. De 10 a 14 dias, as suas papilas gustativas morrem e são substituídas.

3. Você não pode ver as suas papilas gustativas.

tongue bumps

Elas não são visíveis ao olho humano. Essas pequenas saliências de cor rosa e branca que você vê em sua língua são na verdade chamadas papilas, prolongamentos semelhantes a pelos, onde as papilas gustativas se apoiam.

4. Você não sente gostos diferentes em diferentes áreas da língua.

Mesmo que você já tenha visto esses mapas da língua, você pode sentir os sabores doce, azedo, salgado, amargo e umami relativamente igual em toda a língua, como relata a Revista LiveScience. Não acredita? Ponha um pouco de sal na ponta da língua, uma área onde supostamente apenas receptores de sabor doce residem.

5. A capacidade de enrolar ou dobrar a língua não é inteiramente genética.

curling rolling tongue

Apesar da popularidade deste semimito, é provável que algum tipo de fator ambiental esteja em jogo. “De outra forma, como poderia uma criança, que a princípio pode não enrolar sua língua e depois aprender a realizar a façanha?”, argumentam os especialistas em genética. "Estudos em famílias demonstram claramente que enrolar a língua não é simplesmente de caráter genético, e estudos com gêmeos mostram que esta capacidade é influenciada por dois fatores, a genética e o meio ambiente, escreveu John H. McDonald, Ph.D., professor associado do departamento de ciências biológicas da Universidade de Delaware, em seu livro de 2011 Mitos da Genética Humana. "Mesmo assim, a capacidade de enrolar a língua é provavelmente o exemplo mais usado em salas de aula, no estudo de traços genéticos simples em seres humanos."

6. A língua também não é um dos músculos mais fortes do seu corpo.

A língua não é apenas incrivelmente flexível, ela também nos ajuda a realizar algumas das nossas atividades favoritas, como falar e comer - e nunca fica "cansada". Mesmo parecendo impressionante e, vamos combinar, por mais estranho que possa parecer, a língua não se qualifica como o músculo mais forte: ela não é responsável por produzir a maior pressão (neste caso seria o músculo da mandíbula), ou a maior força (os quadríceps e os glúteos), ou a maior parte do trabalho em nosso corpo (obrigado, coração). Sem mencionar, que é, na verdade, composta de oito diferentes músculos, conforme relatou a Revista Scientific.

7. A cor da sua língua pode dar ao seu médico algumas dicas sobre a sua saúde.

tongue color

Uma língua saudável é de um tom rosa agradável - exceto logo após ter devorado um sorvete azul ou um doce roxo. Algumas alergias e infecções podem causar alguma vermelhidão e inchaço da língua, chamada glossite. Uma cor vermelho-brilhante acompanhada de febre e dor de garganta pode ser mais grave.

Manchas brancas na língua e no interior da boca podem ser um sinal de sapinho, uma infecção fúngica, geralmente tratada com medicamentos antifúngicos em adultos saudáveis e crianças sem maiores consequências, de acordo com a Clínica Mayo.

Uma língua de cor mais suave do que o normal pode ser sinal de que você está carente de nutrientes como ferro, ácido fólico e vitamina B12, relatou o site WebMD. Se, em vez disso, as células da pele se acumulam nas saliências normais da língua, ela pode ter uma aparência "mais pilosa" ou mais escura do que a normal. Isto geralmente não é um problema médico, mas sim manchas de alimentos, bactérias ou até mesmo pode ocorrer pelo uso de tabaco.

Se a língua estiver vermelha e empolada, ela está provavelmente muito seca, um sinal de que você pode não estar produzindo saliva suficiente, o que poderia, por sua vez, ser um efeito colateral de alguns medicamentos de pressão arterial ou alergia, reportou a rede de notícias ABC News.

8. Uma “língua gorda” pode ser um sinal de alerta sobre a apneia do sono.

Em um estudo recente da Universidade de Pensilvânia, os pesquisadores descobriram que as línguas de pessoas obesas, com apneia obstrutiva do sono (AOS), eram maiores e com mais gordura. "Estudos anteriores mostraram que a língua humana tem um alto percentual de gordura, e essa gordura na língua estão positivamente relacionados com o grau de obesidade", disse, em um comunicado, um dos principais autores do estudo, o Dr. Richard J. Schwab. "Este é o primeiro estudo que analisou pacientes com AOS e encontrou depósitos de gordura mais elevados em pacientes com apneia obstrutiva do sono do que naqueles sem AOS." As descobertas podem ajudar a explicar o aumento do risco de distúrbio do sono entre as pessoas obesas, relatou o WebMD.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.