NOTÍCIAS
26/10/2014 14:28 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:42 -02

Morto por envenenamento?! Boatos sobre morte de Alberto Youssef tomam conta das redes sociais e do Whatsapp

Alberto Youssef está vivo.

Uma foto tuitada no início da tarde deste domingo (26) confirma que o doleiro continua internado em Curitiba, no Paraná.

A imagem foi obtida e compartilhada pelo jornalista e diretor do escritório de Brasília da revista Época, Diego Escosteguy.

Outra confirmação veio através de uma das filhas de Youssef.

Em entrevista à Folha, a psicóloga Kemelly Caroline Fujiwara Youssef desmentiu o boato de que seu pai estivesse morto:

"Está tudo certo. É mentira. Ele está bem, não morreu."

Por que ele foi internado?

Segundo o laudo médico divulgado, o doleiro teve um "episódio de síncope ao descer do beliche onde estava deitado, evento este precedido de tonturas e turvação visual".

Youssef foi internado no Hospital Santa Cruz, na capital paranaense, no fim da tarde de sábado (25).

Foi envenenamento?

Não.

Em nota divulgada à imprensa hoje, a Polícia Federal informou que o motivo dele ter passado mal foi “uma forte queda de pressão arterial causada por uso de medicação no tratamento de doença cardíaca crônica”.

Segundo O Globo, o hospital informou em nota que o diagnóstico mais provável é angina instável.

O texto enviado pelo Hospita Santa Cruz, ainda diz que o doleiro apresentou "quadro de desidratação, sem sinais de intoxicação por qualquer substância".

O que é angina instável?

Sentida como um desconforto no peito, angina instável é uma condição na qual o coração não tem fluxo sanguíneo e oxigênio suficientes para funcionar, podendo levar a um ataque cardíaco.

Este é um quadro grave, considerado um estado de pré-infarto.

Esta é a primeira vez que ele foi internado?

Não.

Segundo veja.com, esta é a terceira internação do doleiro desde que foi preso.

Quando ele será liberado?

A nota da Polícia Federal diz que, a princípio, Youssef permanecerá internado por 48 horas, sob a escolta de policiais federais.

Boatos começaram no Whatsapp

boatos youssef whatsapp

Há duas versões que estão circulando, ambas por envenenamento. A primeira dá conta de que o doleiro teria desmaiado após ingerir alguma substância. A segunda é a de que ele ele teria passado mal após o lanche da tarde, cuja comida estaria envenenada.

É crime espalhar boatos?!

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, contou para a agência de notícias Reuters que está preocupado com os boatos: "A população inteira precisa estar atenta, as informações são deploráveis".

Segundo o Estadão, a Polícia Federal no Paraná vai avisar a Justiça Eleitoral, que deve abrir um processo para investigar o caso e decidir se foi crime eleitoral, apurando as responsabilidades.