NOTÍCIAS
24/10/2014 22:35 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:42 -02

'A mais sórdida das campanhas eleitorais', acusa Aécio sobre campanha de PT e Dilma no #DebateNaGlobo

MARCOS DE PAULA/ESTADÃO CONTEÚDO

O #DebateNaGlobo, último confronto dos presidenciáveis antes do segundo turno, começou quente na noite nesta sexta-feira (24). O senador Aécio Neves (PSDB) acusou a presidente Dilma Rousseff (PT) de promover "a mais sórdida das campanhas eleitorais" no Brasil.

"Calúnia, difâmia e acusações irresponsáveis não só contra mim, mas contra Eduardo Campos e Marina Silva; foi um péssimo exemplo", enumerou Aécio.

Segundo ele, boletins apócrifos contra sua candidatura foram encontrados em comitê da campanha do PT no Rio de Janeiro. Carros de som no Nordeste passam nas ruas informando que usuários do Bolsa-Família serão desligados, conforme Aécio denuncia.

"É mesmo uma campanha agressiva a que o senhor faz comigo", rebateu Dilma.

Aécio também ressaltou que o PT está "fazendo terrorismo", ao acusar que usuários do programa Minha Casa Minha Vida recebem mensagens informando que, se deixarem de votar no PSDB, serão retirados do cadastro dos beneficiários.

Candidatos chegam ao último debate presidencial de 2014