NOTÍCIAS
23/10/2014 17:04 -02 | Atualizado 26/01/2017 21:42 -02

‘Cultura do medo': Mano Brown dá o recado para quem vê a diminuição da maioridade penal como solução para segurança (VÍDEO)

A diminuição da maioridade penal foi um dos temas de segurança pública abordado nessas eleições presidenciais. E é um daqueles que opõem os candidatos Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB). A petista é contra, enquanto o tucano é a favor – o vice dele, Aloysio Nunes, é árduo defensor da medida, caso a candidatura vença o pleito do próximo domingo (26).

Se no âmbito político muito foi dito sobre isso, na periferia das grandes cidades o tema também não saiu de vista. No mês passado, em evento do projeto Prêmio Hip Hop, no Capão Redondo, na zona sul de São Paulo, o rapper Mano Brown, líder do grupo Racionais MCs, destacou o quão nociva pode ser a medida. Simplista, ela não leva em conta que somente 4% dos homicídios no País envolvem menores.

Sem escolher lado no pleito eleitoral, Mano Brown vê o risco da medida avançar rapidamente no ano que vem, “dependendo de quem a gente eleger”. “Realmente o processo para acelerar a diminuição da maioridade vai ser rápido. O circo está montado para isso, existe uma pré-disposição das pessoas para isso”, comentou o rapper.

Respeitado pelas suas posições em defesa dos direitos humanos e dos mais pobres, Mano Brown ainda ressalta que o Brasil precisa mais de uma mudança de mentalidade do que propriamente de leis para atacar os problemas da segurança pública. E isso leva tempo.

“É um trabalho que tem que ser feito... pode começar por aqui, mas não vai parar por aqui, vai longe esse lance de convencer as pessoas que uma escola é mais importante que uma cadeia. Que um professor é mais importante que um policial da Rota”, disse, em referência à tropa de elite da Polícia Militar paulista.

O discurso do músico, acompanhado pelo senador Eduardo Suplicy (PT-SP), alerta ainda para o fato de que o que ele chamou de ‘cultura do medo’ também atinge a população da periferia, que acaba cooptada pelo discurso simplista da diminuição da maioridade penal como solução para a violência.

“Eu vejo pelas pessoas da nossa comunidade mesmo, quando você pergunta se concorda com a redução da maioridade penal, ela responde: ‘Lógico, já faz filho, não sei o que… pode ir pra cadeia’”, comentou Mano Brown.

A posição do rapper não difere das mais diversas organizações de direitos humanos, como o Instituto Sou da Paz, que vem lançando uma série de vídeos para sugerir a discussão do tema, mas com argumentação e profundidade.

O Brasil Post também já deu seus pitacos sobre o assunto (aqui e aqui). E como adiantou Mano Brown, o próximo presidente deve se deparar com o tema, seja ele a favor ou contrário.

LEIA TAMBÉM

- ONGs e coletivos apresentam cenário penitenciário no Brasil e sugerem propostas para Dilma e Aécio (VÍDEO)

- Com mais de 700 mil presos, Brasil precisa de política carcerária nacional antes que problema se torne insustentável, diz juiz