COMPORTAMENTO
16/10/2014 18:08 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

The Scar Project: brasileiras vítimas do câncer de mama expõem suas cicatrizes em prol da auto-estima (FOTOS)

Uma mulher vítima do câncer de mama pode ter sua auto-estima dilacerada.

Mas também pode (e deve) dar a volta por cima e recuperar sua feminilidade.

Há pouco mais de dez anos, o fotógrafo norte-americano David Jay decidiu focar o seu trabalho em prol da causa e começou a fotografar mulheres vítimas do câncer de mama com suas cicatrizes expostas.

Batizado de The Scar Project, neste mês, em comemoração ao Outubro Rosa, a exposição ganha, pela primeira vez, a sua versão brasileira com cerca de 27 imagens de mulheres que lutaram com a doença - e sobreviveram - no Museu de Arte Contemporânea (MAC), em Niterói, no Rio de Janeiro.

the scar project brasil

A socióloga Viviane Oliveira é uma das mulheres que topou expor sua intimidade na exposição


Como começou?

David Jay se comoveu com o drama de uma amiga, que, aos 29 anos, foi diagnosticada com câncer de mama. Jay, que a fotografava desde que tinha 17 anos, queria fazer algo e contou à imprensa que entende que as fotos são uma maneira de enfrentar, compreender e aceitar.

“Eu a vi logo depois da mastectomia (cirurgia de retirada da mama) e sabia que iria fotografá-la novamente. Assim fiz. Entendi que tirar fotos é a minha maneira de enfrentar, compreender e aceitar as coisas."

Daí em diante, centenas de mulheres foram clicadas e as fotos correram o mundo. Esta é a primeira vez que brasileiras posam como modelos do projeto e, entre elas, está a socióloga Viviane Oliveira (foto acima). “As pessoas, mesmo que neguem, nos julgam e se importam com a aparência. Sobrevivi ao câncer, estou sobrevivendo ao sofrimento. Estou cada vez mais forte”, afirma.

A vinda do projeto para o Brasil foi iniciativa da Fundação Laço Rosa, que atua disseminando informações de prevenção ao câncer de mama, em parceria com a ONG Niterói Mais Humana. "Espero que este trabalho seja instigante para o público no Brasil e que eles possam se envolver em um nível que ultrapasse a doença”, ressalta Jay à imprensa.

O The Scar Project busca alertar para a detecção precoce do câncer de mama, além de ajudar jovens que passaram por este momento a encarar suas cicatrizes por um novo ângulo, uma nova lente. Desde o início do projeto, mais de cem mulheres em vários países já foram clicadas.

Veja mais imagens do projeto The Scar Project na galeria de fotos abaixo:

The Scar Project: mulheres do Brasil


The Scar Project

Visitação: até 2 de novembro

Horário de funcionamento: De terça a domingo, das 10h às 18h.

Ingresso: R$ 10,00

Endereço: Mirante da Boa Viagem, s/n – Niterói RJ

Mais informações: www.macniteroi.com.br


LEIA MAIS:

- Campanha à favor da prevenção do câncer de mama pede para as mulheres 'se tocarem' (VÍDEO)

- 5 coisas que todo mundo precisa saber sobre o câncer de mama