NOTÍCIAS
07/10/2014 18:16 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:03 -02

Parlamento da Rússia discute redução de jornada de trabalho para 4 dias na semana

Reprodução

Já imaginou trabalhar quatro dias por semana? Na Rússia, isso pode se tornar realidade.

Segundo o Russia Today, um comitê da Câmara dos Deputados do país vai discutir uma sugestão da Organização Internacional do Trabalho para ajustar a semana de trabalho do país para quatro dias.

De acordo com o jornal, isso aconteceria sem cortes salariais.

O Kommersant, publicação popular da Rússia, afirmou que nesta semana a Duma vai realizar uma mesa redonda para discutir os benefícios da semana de trabalho mais curta.

A discussão foi levantada no blog da Organização, mas a postagem foi retirada do ar.

O texto dizia que quatro dias de trabalho na semana tornariam as pessoas mais felizes e saudáveis, criaria mais empregos e aumentaria a produtividade de cada profissional. Além disso, Jon Messenger, autor da publicação, afirmava que a redução no número de horas também diminuiria a poluição ambiental.

A ideia já foi apoiada por grandes empresários como o fundador do grupo Virgin, Richard Branson, e o CEO do Google, Larry Page.

Segundo o parlamentar e líder do comitê Andrey Isayev, é possível que o país implemente uma jornada de trabalho de 36 horas semanais. Atualmente, a maioria dos russos trabalha 40 horas por semana.

Segundo ele, a redução da jornada em horas é mais importante do que a redução de dias. “Trabalhar dez horas durante quatro dias é a mesma coisa que uma jornada de 40 horas”, afirmou.

Olga Golodets, que supervisiona o trabalho, a saúde e as questões sociais no país, afirmou a agência de notícias Ria Novosti, que o projeto ainda é “um sonho” para o país.

Para a recomendação ganhar poder legal, ela precisa se tornar uma convenção e depois ser ratificada.

Como estado-membro, a Rússia já ratificou 68 convenções da Organização Internacional do Trabalho, sendo que algumas delas implicaram em alterações no Código de Trabalho do País.