NOTÍCIAS
06/10/2014 15:47 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:03 -02

Enfermeira espanhola é primeiro caso de contágio de Ebola fora da África Ocidental

Reuters

Uma enfermeira espanhola é o primeiro caso de contágio do Ebola na Europa e fora da África Ocidental.

A mulher, que não teve seu nome divulgado, fazia parte da equipe que tratou um padre em Madri no mês passado. Manuel Gracía Viejo contraiu o vírus em Serra Leoa, e não resistiu.

A ministra da Saúde da Espanha, Ana Mato, protocolo de atuação foi colocado em prática imediatamente, para evitar mais contágios.

"Estamos trabalhando de maneira coordenada para dar o melhor tratamento à paciente e para garantir a segurança de todos os cidadãos. Se estão tomando todas e cada uma das medidas necessárias".

Ainda não se sabe qual foi a fonte de contágio, e o ministério investiga se todos os protocolos estabelecidos foram seguidos durante o tratamento de Viejo.

Segundo autoridades sanitárias espanholas, ela esteve em contato com o paciente duas vezes: uma enquanto ele estava vivo, e outra após sua morte, quando recolheu pertences do seu quarto. Em ambas as situações, a enfermeira usava roupas especiais, e não há registros de contato acidental.

Pelo menos 30 pessoas estiveram envolvidas no tratamento dos pacientes infectados pelo Ebola, no hospital Carlos III.

A enfermeira está sob tratamento no hospital de Alcorcón, nos arredores de Madri, onde foi internada nesta segunda (6) com febre. Seu estado de saúde é estável.

Segundo o El País, a mulher, que tem 44 anos, foi isolada imediatamente.

Ela é o terceiro caso de Ebola confirmado entre cidadãos espanhóis. No dia 12 de agosto, o religioso Miguel Pajares morreu contaminado pelo vírus. Em 26 de setembro, Viejo morreu em decorrência do Ebola.

Ambos eram membros da Ordem de são João de Deus.

De acordo com o último relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde, o vírus já matou 3.431 pessoas na Guiné, na Libéria e na Serra Leoa, países mais afetados pelo surto. Mais de 7.000 casos da doença foram registrados.

Com informações da Reuters