NOTÍCIAS
05/10/2014 23:42 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:03 -02

Quem é minoria? Levy Fidélix conquista 446 mil votos mas não chega perto do 1,600.955 de Luciana Genro (FOTOS)

Estadão Conteúdo

Um discurso:

"Vamos ter coragem, nós somos maioria. Vamos enfrentar essa minoria. Vamos enfrentar, não ter medo dizer que sou o pai, mamãe, vovô. E o mais importante é que esses que têm esses problemas realmente sejam atendidos no plano psicológico e afetivo, mas bem longe da gente. Bem longe mesmo que aqui não dá."

Um número:

445.853 mil votos.

O que corresponde a...

0,43 % dos votos válidos.

Esta foi a notoriedade que o candidato Levy Fidélix (PRTB), após professar um discurso de ódio em rede nacional contra os gays, teve neste domingo (5), durante a apuração das Eleições 2014. Segundo contas feitas pelo Brasil Post, cerca de 446 mil votos é capaz de preencher cinco estádios do Maracanã.

Enquanto isso, Luciana Genro (PSOL), que confrontou Levy diretamente no debate da Rede Record, cresceu com expressividade e chegou a 1.606.955 milhões de votos, o que equivale a 1,55% dos votos válidos nas urnas de todo o Brasil.

E, diante disso, nas redes sociais o que mais se pergunta, com ironia, é: quem é maioria, mesmo, Levy? Na polarização Luciana versus Levy ele é quem sai perdendo. E feio.


Curiosamente, o candidato do PRTB ganhou mais adeptos nesta eleição do que na de 2010, onde conquistou apenas 58 mil votos e falava apenas do Aerotrem. À época, ele tinha cerca de 0,09% dos votos válidos. Hoje, conquistou os 0,43% já citados acima e teve um desempenho considerado... melhor.

Mesmo com um número maior de votos, Levy não deixa o time dos "nanicos" e ainda fica atrás de alguns políticos que foram mais votados do que ele. Veja quais foram os candidatos à presidência menos votados nesta eleição:

Os presidenciáveis menos votados em 2014

LEIA MAIS:

- Levy Fidelix muda horário e vota pela manhã em SP

- Valesca Popozuda escreve carta aberta a Levy Fidélix