COMPORTAMENTO
01/10/2014 13:20 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:57 -02

Valesca Popozuda escreve carta aberta a Levy Fidélix: 'Daria graças a Deus por meu filho ser gay e não como esse senhor'

Reprodução/Tumblr.com

Na manhã desta quarta-feira (1), a cantora Valesca Popozuda, escreveu uma carta aberta ao candidato à presidência da república Levy Fidélix, publicada com exclusividade no jornal Extra, do Rio de Janeiro, em que repudia declaração sobre homossexuais do nanico no debate exibido pela Rede Record.

Na ocasião, questionado pela candidata Luciana Genro (PSOL) sobre casamento homoafetivo, o político provocou ira nas redes sociais ao afirmar que “pelo que eu vi na vida, dois iguais não fazem filho", e "aparelho excretor não reproduz".

A cantora, que é militante da causa LGBT, escreveu em seu texto que tem certeza que “dois iguais seriam uma excelente família” e atacou o candidato do PRTB dizendo que daria graças a Deus se tivesse um filho gay e “não ser um ser humano como esse senhor Levy Fidelix”.

Mesmo antes de publicar o texto, Valesca declarou apoio à classe nas redes sociais e foi apoiada por seus seguidores. Em um Tweet, ela resume seu sentimento em relação ao candidato e consegue expressar o que muitos pensaram ao ver Fidélix proferir um discurso de ódio em rede nacional.

Aos que perderam o polêmico e lamentável trecho, o vídeo está abaixo.

"Prefiro não ter esses votos [dos gays], mas ser um pai, um avô, que tenha vergonha na cara, que instrua seu filho, instrua seu neto, e vamos acabar com essa historinha [de casal gay]. Eu vi agora o santo padre, o papa, expurgar, fez muito bem, do Vaticano, um pedófilo. Está certo... Então, gente, vamos ter coragem, nós somos maioria. Vamos enfrentar essa minoria. Vamos enfrentar, não ter medo dizer que sou o pai, mamãe, vovô. E o mais importante é que esses que têm esses problemas realmente sejam atendidos no plano psicológico e afetivo, mas bem longe da gente. Bem longe mesmo que aqui não dá."

Em resposta, Valesca Popozuda escreveu:

E “dois iguais não se reproduzem”? Meu caro, muitas vezes, os heteros jogam seus filhos no lixo, abandonam e até mesmo matam por falta de amor. Tenho certeza que “dois iguais” seriam uma excelente família, com muito carinho e amor. Tenho pena de quem convive com esse homem e não desejo, jamais, que ele tenha um filho ou neto gay. Porque ninguém merece ter esse homem como parente na vida. Uma vez, me perguntaram: “Valesca, e se seu filho fosse gay?”. Eu, hoje, digo que daria graças a Deus por ele ser gay e não ser um ser humano como esse senhor Levy Fidelix. Aí, sim, seria um desgosto pra qualquer mãe ter um filho como esse homem.

Você pode ler o texto na íntegra clicando aqui. E mais: se quiser punir Levy Fidélix por discriminação clique aqui.

E então, para terminar: beijinho no ombro, Levy!

LEIA MAIS:

- Você pode ajudar a punir Levy Fidelix por discriminação de gays

- Dei a chance do Levy Fidelix se redimir. A resposta? "Só quero voto de pessoas normais"

- OAB quer cassar candidatura de Levy Fidélix por discurso de ódio

MAIS SOBRE DISCRIMINAÇÃO NO BRASIL POST:

Casos de discriminação no Brasil em 2014