COMPORTAMENTO
01/10/2014 12:07 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:57 -02

O que é o Ello, e por que os usuários do Facebook estão correndo para lá? (FOTOS)

É fácil pensar no Ello como o anti-Facebook.

Afinal de contas, a rede está colhendo os benefícios do chamado “êxodo” do gigante da mídia social.

O Ello é uma rede social lançada em julho por um grupo de sete artistas e designers. Um dos seus principais atrativos é o fato de o site não ter anúncios e não vender as informações dos usuários para terceiros.

“Virtualmente todas as outras redes sociais são controladas pelos anunciantes”, disse um post introdutório publicado em julho. “Nos bastidores, eles têm exércitos de vendedores e analistas para registrar tudo o que você faz. Depois, suas informações são leiloadas para anunciantes e revendedores.”

“Você é o produto sendo comprado e vendido.”

ello profile


Um perfil pessoal no Ello.

Igualmente importante para muitos dos usuários: no Ello você não precisa usar seu nome verdadeiro.

Recentemente o Facebook vem sendo criticado por usuários descontentes com a política de que os obriga a usar seus nomes reais, segundo o Daily Dot.

A política é particularmente impopular entre membros da comunidade LGBTQ, muitos dos quais adotam nomes diferentes dos que constam em seus registros.

E isso não combina com a política do Facebook, que diz:

“O Facebook é uma comunidade em que as pessoas usam suas identidades reais. Requeremos que todos forneçam seus nomes reais, para que você sempre saiba com quem está se conectando. Isso ajuda a manter nossa comunidade segura.”

No Ello, é diferente. Você não tem de usar seu nome real, e há uma política de “tolerância zero” para assédio, ou seja, stalkers, trolls e contas que tenham outros tipos de comportamento negativo são banidas do site para sempre, disse Paul Budnitz, um dos criadores do Ello, ao Daily Dot.

Desde a reportagem, o interesse pelo site explodiu, com até 4 000 novos cadastros por hora, segundo o BetaBeat.

As contas são criadas apenas mediante convite. Aqueles que já são membros podem convidar 5 pessoas; outra maneira de entrar no Ello é pedindo um convite no próprio site.

Uma vez cadastrado, pode-se adicionar outros usuários como “Friends” (amigos), possivelmente pessoas que você conhece pessoalmente, ou “Noise” (ruído), na qual você segue as pessoas como o faria no Twitter.


ello

A página de “Amigos”


what is ello

A página de “Ruído”


Você pode postar textos, imagens e GIFs. Basta arrastar as imagens do desktop para dentro do browser.

A rede ainda não aceita vídeos. Ao contrário do Facebook e do Twitter, o Ello aceita apenas links para vídeos hospedados em outros sites.

Mas nem todos ficaram impressionados com o Ello. A artista “Creatrix Tiara” escreveu num post no Tumblr que o Ello “é muito mais inseguro que o Facebook, o Twitter e outras mídias sociais ou CMSes (sigla em inglês para sistemas de gerenciamento de conteúdo)”.

“O Ello não tem nenhum tipo de ajuste de privacidade e não tem ferramentas para bloquear ou denunciar indivíduos ou para permitir que alguém te siga”, disse ela.

Tiara está menos preocupada com empresas tentando vender seus produtos para ela, afirmando que elas “não tentam arruinar minha carreira nem espalham boatos a meu respeito, além de não me assediar por raça, gênero ou sexualidade.”

Por enquanto, porém, muitos novos usuários do Ello pensam diferente.

LEIA MAIS:

- Facebook e Twitter: conheça os efeitos das redes sociais na saúde psicológica

- Redes sociais como motores para mudanças de comportamento