NOTÍCIAS
01/10/2014 15:55 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:57 -02

Brasil perde para França e deixa o Mundial de Basquete

Divulgação / FIBA

A seleção brasileira feminina está eliminada do Mundial de Basquete, realizado na Turquia. Nesta quarta-feira, em partida válida pela fase de oitavas de final, a equipe foi dominada e acabou sendo eliminada ao perder para a França por 61 a 48, em partida disputada em Ancara e que ficou marcada pelo excesso de erros no ataque do Brasil, que disputou o Mundial com uma equipe com nove estreantes e média de idade de 25 anos.

Com apenas uma vitória, sobre o Japão, e duas derrotas, para República Checa e Espanha, o Brasil terminou a primeira fase do Mundial em terceiro lugar no Grupo A e passou às oitavas de final para encarar o segundo colocado do Grupo B - o primeiro de cada chave avançou direto para as quartas de final.

Então, diante da França, nesta quarta-feira, o Brasil sofreu a sua terceira derrota no Mundial, todas elas pelas seleções europeias, e encerrou a sua participação no torneio com apenas uma vitória. Já a seleção francesa se garantiu nas quartas de final e agora terá pela frente os Estados Unidos. Em outro jogo das quartas de final já definido, a Austrália vai encarar o Canadá, que surpreendeu ao vencer a República Checa por 91 a 71 nesta quarta-feira.

Diante das atuais vice-campeões olímpicas, o Brasil entrou em quadra com Adrianinha, Patrícia, Tatiane, Clarissa e Erika como titulares. E Erika foi o principal destaque do Brasil na partida ao anotar 11 pontos. Já Sandrine Gruda liderou a seleção francesa e foi a cestinha do duelo com 17 pontos.

O início da partida foi bastante nervoso, com vários erros das duas equipes, sejam em arremessos ou na armação das jogadas, no caso brasileiro com Adrianinha. Assim, o primeiro quarto terminou com uma pequena vantagem para a França, que liderou o placar por 12 a 10, mesmo com a boa atuação defensiva do Brasil, que dificultou as ações de Gomis e Gruda.

A situação pioraria para a seleção no segundo quarto, quando a equipe caiu de rendimento a partir da realização da troca de jogadoras, necessária para dar um descanso a atletas importantes e também evitar o acúmulo de faltas, como Érika. Assim, o desempenho defensivo louvável do Brasil teve pouco efeito, pois a equipe anotou apenas cinco pontos no segundo quarto e acabou indo ao intervalo perdendo por 26 a 15.

Na volta do intervalo, a França acelerou o ritmo e logo abriu vantagem de 15 pontos, com o placar de 39 a 24. E mesmo que a produção ofensiva do Brasil tenha apresentado alguma melhora, não foi suficiente para evitar que as francesas começassem o último quarto vencendo por 45 a 30.

Assim, o quarto período teve pouca competitividade. O Brasil até anotou dois pontos a mais do que a França - 18 a 16 -, mas isso foi insuficiente para evitar a eliminação no Mundial de Basquete, definido com a derrota por 61 a 48 para a França.