NOTÍCIAS
30/09/2014 14:53 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:57 -02

Ex-sensação do futebol brasileiro, São Caetano é rebaixado para Série D do Brasileirão

MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

No início da década passada, uma equipe do ABC paulista assombrou o futebol brasileiro. No triênio compreendido entre 2000 e 2002, o São Caetano foi duas vezes vice-campeão brasileiro e uma vez vice-campeão da Libertadores da América. A força do time foi reafirmada em 2004, quando o "Azulão" conquistou o Paulistão.

Parecia que o clube ira se firmar entre as forças do futebol paulista, incomodando os grandes e faturando outros troféus. Mas não foi o que aconteceu: nesta segunda-feira (29), o São Caetano foi rebaixado para a Série D, última divisão do futebol nacional. Foi a terceira queda em um ano, já que o clube havia caído para a Série C em 2013 e também foi rebaixado no Paulistão deste ano. Na segunda divisão do Campeonato Paulista e quarta divisão do Brasileiro, será difícil, para não dizer improvável, ver o clube disputando com os grandes do futebol brasileiro novas vitórias.

A disputa, fracassada, para não cair para a Série D, foi travada com outra equipe paulista que já viveu dias dourados no cenário do futebol brasileiro, o Guarani. Campeão brasileiro em 1978, o "Bugre" acumula nove rebaixamentos desde 2001, estando, atualmente, na Serie A2 do Paulistão e na Série C do Brasileiro. A vitória sobre o Caxias por 1 a 0, fora de casa, nesta segunda, no entanto, poupou os torcedores bugrinos do vexame de mais um rebaixamento, condenando o São Caetano ao inferno da Série D, que começará a ser vivido pelos poucos adeptos do clube em 2015.

Confira os principais momentos da trajetória do São Caetano no futebol nacional, de 2000 para cá:

Ascensão e queda do São Caetano