LGBT
29/09/2014 08:25 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:57 -02

#LevyVocêÉNojento: tweets mostram a revolta contra as declarações de Levy Fidelix no Debate da Record

Reprodução/Record

Não demorou muito e a internet reagiu: frente ao ódio contra pessoas LGBTs, o presidenciável do PRTB, Levy Fidelix, foi homenageado pelos tuiteiros com a tag #LevyVocêÉNojento. Montagens comparando-o à Hitler e pedidos de representação contra o candidato no Ministério Público Federal são as mensagens mais comentadas.

O tópico está entre os assuntos com maior volume de conversa no Twitter desde que o candidato de aluguel disparou um minuto e meio de puro nonsense. Questionado pela candidata Luciana Genro do PSOL sobre sua opinião à respeito de casais homoafetivos, Levy afirmou:

"Aparelho excretor não reproduz. Se começarmos a estimular isso aí, a população do Brasil vai cair de 200 milhões para 100 milhões"

Atônita, Luciana não reagiu ao vivo, mas se pronunciou logo que conseguiu no Twitter. Eduardo Jorge, do PV, também tuitou sobre.

No Facebook, um evento conclama um beijaço na Avenida Paulista em repúdio. Já são quase 3 mil confirmados, e uma enquete por lá sugere ainda mais um local para o protesto: a sede paulista do PRTB no bairro Moema, também na cidade.

Veja outros tweets com reações ao discurso de Levy

A cartunista Laerte Coutinho resumiu: