NOTÍCIAS
29/09/2014 09:48 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:57 -02

Gastos de repasse da Fifa à CBF serão monitorados pelo Ministério do Esporte

Divulgação / FIfa

Os 100 milhões de dólares (R$ 240 milhões) destinados pela Fifa para a CBF como "fundo de repasse" da Copa do Mundo, que serão utilizados em reformas e construções de centros de treinamentos em regiões onde o futebol profissional é menos desenvolvido, terão acompanhamento do Ministério do Esporte, que irá fiscalizar os gastos deste montante.

Além da construção de 15 CTs, um em cada estado que ficou de fora do Mundial de futebol - Belém, no Pará, foi a primeira cidade contemplada pelo projeto "Legados Sociais para a Copa do Mundo Fifa/ Brasil 2014", sendo Roraima, Amapá, Rondônia e Tocantins os próximos estados a "ganharem" tais instalações -, foi definido que 15 milhões de dólares deste montante serão aplicados no desenvolvimento do futebol feminino.

Ainda não foi definido se a administração dos Centro de Treinamentos será feita pela própria CBF ou pelas federações estaduais locais. O certo é que a prioridade deverá ser a formação de jogadores. A medida servirá para fortalecer as equipes de base espalhadas pelo País, que padecem com a falta de investimento e com o descaso dos dirigentes que comandam o futebol brasileiro há décadas.