NOTÍCIAS
28/09/2014 17:31 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:57 -02

Protesto pela legalização do aborto reúne 200 pessoas no centro de São Paulo

RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Um protesto em favor da legalização do aborto reuniu cerca de 200 manifestantes na Avenida Paulista, centro de São Paulo, neste domingo (28).

De acordo com a página do evento no facebook, será realizado o ‘cortejo da mulher morta em aborto clandestino’.

O ato simboliza todas as mulheres que foram maltratadas, julgadas, extorquidas e até mortas após a realização de um aborto.

“Nosso clima é de luto quando nossos direitos são moeda de troca. Portanto, pedimos que venham vestidas com uma roupa que represente luto”, diz a mensagem.

O ato começou às 12h na Praça do Ciclista.

A data escolhida, 28 de setembro, marca o dia de luta pela descriminalização do aborto na América Latina e no Caribe.

Repercussão

O protesto também contou com a participação do candidato à Presidência Eduardo Jorge (PV).

Ele declarou recentemente, em entrevista ao jornal O Globo, que ‘‘descriminalizar o aborto é acabar com lei medieval’.