NOTÍCIAS
26/09/2014 15:28 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:57 -02

Eleições 2014: Fotógrafo é espancado por seguranças de Aécio Neves em Taboão da Serra

SÉRGIO CASTRO/ESTADÃO CONTEÚDO

O fotógrafo André Penner, da agência de notícias Associated Press, foi espancado por seguranças do candidato à Presidência do PSDB, Aécio Neves, nesta sexta-feira (26), durante caminhada em Taboão da Serra. O presidenciável estava acompanhado de seu correligionário Geraldo Alckmin, governador de São Paulo e candidato à reeleição, além de outros candidatos tucanos aos cargos de deputado estadual e federal.

Segundo a Folha de S.Paulo, a agressão se deu após a passagem de Aécio por um comércio, quando houve um tumulto entre profissionais da imprensa e seguranças que faziam um cordão de isolamento para os políticos. Penner, então, foi cercado por um grupo de ao menos três seguranças e agredido com socos e pontapés.

Com a intervenção de militantes e outros jornalistas e fotógrafos, a confusão cessou, mas o estrago já estava feito: além de agredido, o fotógrafo teve seu instrumento de trabalho, a câmera fotográfica, destruída.

“Fui agredido, fui espancado pelos seguranças da campanha", afirmou Penner, frisando que a agressão se deu após um empurra-empurra.

LEIA MAIS:

- Por que votar em Aécio Neves para presidente nas eleições de 2014

- Por que não votar em Aécio Neves para presidente nas eleições de 2014

O fotógrafo reconheceu seus agressores, que não se identificaram e se recusaram a responder à reportagem da Folha para quem trabalhavam, limitando-se a afirmar que Penner “caiu sozinho”. Segundo a Folha, os seguranças ainda ameaçaram os repórteres do jornal.

A reportagem ainda afirmou que procurou a assessoria de Aécio Neves para comentar a agressão, mas não obtivera resposta. Confira um vídeo publicado pela Folha, com registros do tumulto: