NOTÍCIAS
26/09/2014 20:02 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:57 -02

Datafolha: Dilma cresce, marca 40% das intenções de voto e vê maior probabilidade de reeleição no primeiro turno

Montagem/Estadão Conteúdo

A pouco mais de uma semana do primeiro turno, nova pesquisa Datafolha mostra aumento da vantagem da presidente Dilma Rousseff (PT) na corrida pelo Palácio do Planalto. Os números foram divulgados na noite desta sexta-feira (26).

A presidente praticamente dobrou a vantagem que tinha sobre a ex-ministra Marina Silva (PSB).

Dilma cresceu de 37%, na semana passada, para 40%, nesta semana.

Marina caiu de 30% para 27%.

O diretor-geral do Datafolha, Mauro Paulino, disse à TV Folha que aumentou a probabilidade de reeleição no primeiro turno. Isso porque o percentual de votos válidos (descartados brancos e nulos) de Dilma se aproxima dos 50%.

Aécio Neves oscilou de 17% para 18%.

Votos brancos e nulos somam 5%. Indecisos totalizam 6%.

Pastor Everaldo (PSC), Luciana Genro (PSOL) e Eduardo Jorge (PV) marcaram 1% das intenções de voto cada.

Outros candidatos — Zé Maria (PSTU), Rui Costa Pimenta (PCO), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) — não pontuaram.

Segundo turno

Em um eventual segundo turno, Dilma tem 47% das intenções de voto contra 43% de Marina.

As duas estão em situação de empate técnico, uma vez que a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Entretanto, é a primeira pesquisa Datafolha em que Dilma aparece numericamente à frente de Marina, desde a morte do presidenciável Eduardo Campos.

Em cenário de disputa entre Dilma e Aécio, a petista vence o tucano por 50% a 39%.

O Datafolha entrevistou 11.474 eleitores.

A pesquisa, encomendada pelo jornal Folha de S. Paulo e pela TV Globo, foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral como BR-00782/2014.

LEIA MAIS:

- Nova pesquisa Vox Populi mostra Dilma Rousseff com 38%, Marina Silva, com 25%, e Aécio Neves, com 17%

- Dilma e Marina estão empatadas no segundo turno, e Aécio se mantém fora do páreo, aponta nova pesquisa eleitoral do Ibope