NOTÍCIAS
25/09/2014 12:23 -03 | Atualizado 26/01/2017 20:57 -02

Arrastão no Hopi Hari: 'Não podemos fazer nada', diz segurança do parque para visitante

RAFA VON ZUBEN/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

O parque de diversões Hopi Hari, localizado em Vinhedo, voltou a ser notícia nos jornais na tarde desta quarta-feira (24). Depois da morte de um menino em um dos brinquedos, agora, a polêmica foi um arrastão, com 50 pessoas envolvidas, e o tratamento dos seguranças a alguns visitantes.

De acordo com o G1, funcionários do parque jogaram no chão o celular de uma garota após ela questionar a falta de atitude dos seguranças.

"Ele disse que não poderia fazer nada, aí minha irmã começou a gravar, ele ameaçou quebrar o celular se ela não parasse e segundos depois, jogou o aparelho no chão", afirmou a professora Renata Lira, que é irmã da jovem de 16 anos que filmava a discussão e também estava no Hopi Hari.

O incidente pode ser visto a partir do 1min58seg na reportagem da Globo.

No arrastão, pelo menos seis pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas a um hospital da região. Dos envolvidos no delito, apenas um menor foi preso pela Polícia Militar (PM).

A direção do parque informou, por meio de mensagem publicada no Facebook, que o Hopi Hari foi surpreendido por uma situação atípica e pontual.

Os internautas não pouparam críticas ao fato: