NOTÍCIAS
18/09/2014 17:18 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Maradona admite que drogas atrapalharam sua carreira

DANIEL GARCIA via Getty Images
Argentina's World Cup soccer team captain Diego Maradona (C) yells out as he and his teammates celebrate after Argentina scored their second goal in their 21 June 1994 World Cup match against Greece at oxboro Stadium near Boston. Atrear are, from left to right, Jose Chamot, Abel Balbo and Roberto Sensini. (Photo credit should read DANIEL GARCIA/AFP/Getty Images)

O astro Diego Armando Maradona afirmou que não fosse pelo seu vício em drogas teria sido um jogador de futebol ainda mais notável do que foi. O argentino, que há muito tempo declara que conseguiu se livrar desse vício, admitiu que sua vida "não foi normal" e que se hoje tem 53 anos "é como se tivesse 78".

"Graças a Deus, pude dar às pessoas sorrisos e alegria", declarou Maradona em um programa do canal de TV argentino TyC Sports, apresentado pelo ex-jogador de basquete Fabrício Oberto, em alusão aos êxitos que teve pela seleção da Argentina, o principal deles quando, com atuações geniais e decisivas, conquistou o título da Copa do Mundo de 1986, realizada no México.

"E eu lhes dei vantagem, com minha doença lhes dei vantagem", acrescentou Maradona. "Você sabe qual jogador teria sido se não tivesse consumido drogas? Sabe que jogador teria sido? Um jogador do c....".

Maradona, que foi técnico da Argentina na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, também fez comentários sobre o Mundial deste ano no Brasil, em que a seleção do seu país perdeu a final, definida na prorrogação, por 1 a 0 para a Alemanha, com o gol marcado por Mario Götze.

O craque não escondeu a sua decepção com a chance de gol perdida pelo atacante argentino Gonzalo Higuaín quando a partida estava empatada em 0 a 0. "Nós tivemos a (chance) do Pipa (apelido de Higuaín), que era gol. De dez dessas, nove entram. Nesse dia, o Pipa colocou as chuteiras ao contrário", disse Maradona.