NOTÍCIAS
16/09/2014 22:57 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

'Não sou uma pessoa religiosa, mas respeito todas as religiões', diz Luciana Genro em debate presidencial da Igreja Católica

JOSE LUCENA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A presidenciável Luciana Genro (PSOL) voltou a defender o Estado laico no debate da TV Aparecida, organizado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Ela disse que as políticas públicas não podem ser subordinadas a nenhuma crença.

Ela ressaltou, porém, que a liberdade de nenhuma religião pode sofrer restrições.

"Não sou uma pessoa religiosa, mas tenho enorme respeito por todas as religiões", admitiu.

Ela alfinetou candidatos que se aproximam de lideranças evangélicas para angariar votos. "Não vou me converter a nenhuma religião ao sabor de eleições."

Luciana Genro também reforçou a necessidade de o Estado reconhecer a união homoafetiva e criminalizar a homofobia e a transfobia, que constituem o ódio a gays e a transgêneros.

LEIA MAIS:

- Levy Fidelix adota discurso de Pastor Everaldo a favor do modelo tradicional de família: 'Legalizar união homoafetiva é terrível'

- Candidata à Presidência Luciana Genro (PSOL) manda Danilo Gentili 'estudar mais' sobre comunismo (VÍDEO)