NOTÍCIAS
15/09/2014 01:13 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Paulo Roberto Costa cita governador Cid Gomes, dois senadores e líder do PMDB na Câmara em delação premiada

Estadão Conteúdo

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa mencionou mais quatro autoridades que estariam envolvidas no esquema de corrupção na estatal. As informações são da revista Istoé.

Segundo a publicação, o ex-diretor citou o governador do Ceará, Cid Gomes, os senadores Delcídio Amaral (PT-MS) e Francisco Dornelles (PP-RJ) e o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ).

Costa está firmou um acordo de delação premiada e tem entregado nomes envolvidos em um suposto esquema de pagamento de propina vinda de contratos firmados com a Petrobras. Dezenas de políticos, incluindo governadores, deputados federais e até ministros foram citados pela Veja na semana passada.

De acordo com a Folha, Cid Gomes negou envolvimento com qualquer tipo de esquema e se disse vítima de "uma armação de adversários políticos".

Cunha disse que a referência ao nome dele é uma forma de prejudicá-lo nas eleições.

Delcídio Amaral classificou a reportagem de Istoé de "esdrúxula" e repudiou a menção ao nome dele.

Dornelles não foi localizado pela Folha.

LEIA MAIS:

- Renan Calheiros, Henrique Eduardo Alves, Edison Lobão, senadores e governadores teriam recebido propina da Petrobras, diz Paulo Roberto Costa

- ‘Não deixamos nada debaixo do tapete. Vamos investigar', diz Dilma sobre suposto esquema de corrupção na Petrobras

Parte da lista da revista Veja pode ser vista aqui:

Os nomes citados por Paulo Roberto Costa