NOTÍCIAS
14/09/2014 16:06 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Perfil de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, na Wikipédia é editado da estatal

Senado Federal/Flickr
O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto da Costa, presta depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga denúncias de corrupção na estatal Foto:Geraldo Magela/Agência Senado

Um computador com endereço IP da sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, foi usado para alterar o perfil da Wikipédia do ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa para vinculá-lo ao governo Fernando Henrique Cardoso.

A edição feita no sábado (13) à tarde, e desfeita minutos depois, afirmava que a nomeação de Costa para a Diretoria de Abastecimento em 2004, na gestão Luiz Inácio Lula da Silva, ocorreu por indicação política do PP.

O IP é uma espécie de identidade digital que permite reconhecer o computador usado para acessar a internet. Foi por esse número que se chegou ao servidor federal Luiz Alberto Marques Vieira Filho, apontado na quinta-feira (11) pela Casa Civil da Presidência como autor de mudanças nos perfis dos jornalistas Miriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg na enciclopédia virtual. As alterações foram feitas em um computador no Palácio do Planalto.

O Estado verificou em três sites localizadores que o IP 164.85.6.3 tem como origem a sede da Petrobras, no centro do Rio. O usuário do computador publicou na Wikipédia que o ex-dirigente da empresa é "cria do governo tucano" de FHC, por ocupar cargos de direção desde 1995, e que a nomeação para a área de Abastecimento, feita na gestão Lula em 2004, era fruto de indicação política do PP e "caminho natural de alguém cujas funções internas lhe permitiram deter informações estratégicas".

wikipedia

O texto cita reportagens para dizer que Costa foi demitido "com aprovação da presidente Dilma Rousseff" por estar "muito soltinho". A saída do ex-diretor, tomada por decisão da "nova presidente da Petrobras, Graça Foster", teria provocado a "ira" do PP, segundo notícia usada como fonte pelo usuário.

O autor afirmou que a imprensa "omite" o fato de que Costa começou a carreira na estatal em 1979, foi indicado em 1995 para a gerência-geral do Departamento de Exploração e Produção do Sul, e que passou por outros cargos até o fim da gestão FHC. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

LEIA TAMBÉM:

- Justiça suíça bloqueia R$ 51 milhões que seriam de ex-diretor da Petrobras

- Nestor Cerveró livra Dilma e rebate ex-diretor em depoimento à CPMI da Petrobras