NOTÍCIAS
12/09/2014 22:43 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:12 -02

Assassinato de João Antônio Donati: suspeito é preso e confessa crime em Goiás

Reprodução/Facebook

Um homem de 20 anos foi preso na tarde desta sexta-feira (12) em uma fazenda na região de Inhumas, na região metropolitana de Goiânia (GO), onde o jovem João Antônio Donati, de 18 anos, foi encontrado morto. O suspeito teria confessado o crime, informou o delegado Humberto Teófilo, responsável pelo caso, ao G1 e ao site UOL. A polícia não informou se o caso envolve mesmo um crime de homofobia.

De acordo com Teófilo, o suspeito foi encontrado porque a sua identidade foi encontrada pelos policiais no terreno em que estava o corpo de Donati. O delegado disse que, segundo a versão do detido, os rapazes mantiveram relações sexuais, mas acabaram se desentendendo. “(Eles acabaram) entrando em luta corporal. Ele matou o João asfixiado, pegou o papel que estava em um lixo e colocou na boca dele, segundo ele, porque estava ‘muito nervoso’”, comentou.

O suspeito disse ainda que não conhecia Donati e negou ser homossexual, embora tenha admitido ter tido outras relações com homens na região.

Ainda de acordo com o G1, os donos do bar onde a vítima trabalhava pediram que um cliente desse carona ao jovem. Em depoimento à polícia, esse cliente do estabelecimento disse que Donati “estava apressado, como se fosse encontrar alguém”, e que o deixou na esquina da rua onde a vítima morava. A participação desse cliente no crime foi descartada.

A repercussão do caso fez com que a ministra-chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Ideli Salvatti, tenha solicitado a “federalização das investigações”, informou o jornal O Estado de S. Paulo na noite desta sexta-feira.