NOTÍCIAS
09/09/2014 22:17 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Ibope: Marina lidera em SP, Dilma assume preferência no Rio e entra em nova ascensão contra pessebista em queda

Montagem/Estadão Conteúdo

Dilma Rousseff (PT) em ascensão, Marina Silva (PSB) em queda. Foi o que apontou a pesquisa Ibope, divulgada na noite desta terça-feira (9) pelo G1, e com dois dos três principais colégios eleitorais do País. Segundo os números, a presidente assumiu a liderança no Rio de Janeiro, ao passo que a ex-senadora continua na frente em São Paulo, mas com uma margem menor.

Entre o eleitorado paulista, Marina tem 38% das intenções de voto, ante os 39% que possuía no último levantamento, feito entre 30 de agosto e 1º de setembro. Já Dilma subiu dos 23% anteriores para os atuais 25% das intenções.

No Rio, Dilma saltou de 32% para 37% das intenções de voto em relação aos dados divulgados no dia 2 de setembro, assumindo a liderança. Já Marina, que detinha 38% da preferência, perdeu quatro pontos e agora tem 34%.

A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, o que significa dizer que a peesebista oscilou dentro da margem em São Paulo – o que apresenta um quadro inalterado –, ao passo que a subida da presidente também está dentro dos dois pontos. Assim, não seria incorreto termos um quadro inalterado desde a pesquisa anterior.

O mesmo não vale para o Rio, onde as críticas do PT contra Marina no que diz respeito ao uso do pré-sal (“Marina demoniza o pré-sal”, disse Dilma mais de uma vez) parecem ter feito efeito, uma vez que os cinco pontos para cima da petista e os quatro para baixo da ex-senadora são significativos, porém ainda não decisivos. Certa mesmo é a polarização da disputa.

Quanto a Aécio Neves (PSDB), ele segue em queda em São Paulo (de 17% para 15%) e no Rio (11% para 9%), em ambos os casos dentro da margem de erro.

Entre o eleitorado paulista, Pastor Everaldo (PSC), Eduardo Jorge (PV) e Luciana Genro (PSOL) têm 1% cada. Os demais candidatos ficaram com menos de 1% No Rio, apenas Luciana e Everaldo aparecem atrás dos três líderes, os dois com 1% das intenções de voto.

O número de votos brancos e nulos em São Paulo é de 10%, enquanto são 9% os eleitores indecisos ou que não sabem. Já em solo fluminense, brancos e nulos chegam a 11%, enquanto 5% não souberam ou não responderam.

A pesquisa, registrada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) sob o número SP-00028/2014, e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00568/2014, ouviu 2.002 eleitores em 97 municípios, entre os dias 5 e 8 de setembro. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro, de dois pontos porcentuais.

Já os dados do Rio estão registrados no TRE-RJ sob o número RJ-00033/2014, e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00567/2014. Foram entrevistados 1.806 eleitores, de 5 a 8 de setembro.

LEIA TAMBÉM

- Ibope: católicos e os mais pobres estão com Dilma Rousseff; Marina Silva tem evangélicos e os mais ricos a seu lado

- Pesquisa MDA/CNT mostra empate técnico entre Dilma Rousseff e Marina Silva no 2º turno

- Presidenciáveis querem a criminalização da homofobia, mas é a votação do Código Penal que deve ter a palavra final