NOTÍCIAS
08/09/2014 12:20 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Blatter afirma que irá concorrer à reeleição à presidência da Fifa pela quinta vez

Dave Thompson via Getty Images
MANCHESTER, ENGLAND - SEPTEMBER 08: FIFA President Joseph S. Blatter appears on screen in a recorded interview at the Soccerex European Forum Conference Programme at Manchester Central on September 8, 2014 in Manchester, England. (Photo by Dave Thompson/Getty Images)

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, afirmou, em entrevista gravada e exibida nesta segunda-feira (8), na conferência Soccerex, realizada em Manchester, na Inglaterra, que tentará a reeleição para o cargo mais importante da entidade que rege o futebol mundial pela quinta vez.

"Eu vou fazer uma declaração oficial definitiva agora em setembro, quando teremos a reunião do comitê executivo", disse o cartola, completando que “a missão nunca está acabada, e minha missão não terminou".

Em 2011, antes de se reeleger pela última vez para o cargo, o suíço havia afirmado que aquele mandato seria seu último à frente da Fifa – Blatter comanda a entidade desde 1998. A desistência de Michel Platini no atual pleito, somada ao sucesso na organização da Copa do Mundo do Brasil, no entanto, fez com que o dirigente mudasse de ideia. Para ele, o último Mundial foi “o melhor em termos de qualidade do futebol e do ambiente criado em todas as cidades, em todos os estádios".

"Eu tenho do último congresso em São Paulo, não só a impressão, mas o apoio da maioria, a grande maioria das associações nacionais pedindo: 'Por favor, vá em frente, seja o nosso presidente também no futuro'", disse.

Para concorrer com Blatter no pleito, o presidenciável deve ter trabalhado no futebol por pelo menos dois dos últimos cinco anos, tendo até o final de janeiro para reunir o apoio de, pelo menos, cinco associações nacionais. A votação, que será realizada de forma secreta, está marcada para 29 de maio em Zurique, na Suíça. Até o momento, apenas o ex-diretor de relações internacionais da Fifa Jerome Champagne está apto a desafiar o “reinado” do cartola suíço na entidade.

Pesam contra Blatter diversos escândalos de corrupção, sendo o mais emblemático o processo de escolha da sede da Copa de 2022, definido em 2010, e que apontou o Catar como o país que irá organizar o torneio. Os pedidos de alguns políticos britânicos e alemães de retirar a Copa do Mundo da Rússia ou de boicotá-la como punição para a intervenção do país na Ucrânia também são uma fonte de preocupação para o presidente da Fifa.

Uso de replays em partidas

Ainda durante a conferência Soccerex, e também por meio de um vídeo gravado, Blatter afirmou que que deseja testar o uso de replays de vídeo em partidas de futebol a partir do próximo ano, em um campeonato nacional e no Mundial Sub-20 da Nova Zelândia em 2015. "Poderíamos testar esses chamados desafios", afirmou.

A tendência é de que os treinadores teriam o direito de desafiar a decisão do árbitro, como já acontece em torneios de alguns esportes, como no vôlei e no tênis.

(com agências de notícias)