NOTÍCIAS
06/09/2014 19:19 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Brasil passa sufoco, mas vence a Coreia do Sul no vôlei

Divulgação / FIVB

O Brasil passou muito sufoco para conquistar a sua quarta vitória no Mundial Masculino de Vôlei, em Katowice (Polônia). Diante de um rival que fez grande partida defensiva e sacou bem, a seleção brasileira precisou de cinco sets para ganhar por 3 a 2, com parciais de 21/25, 25/13, 25/21, 17/25 e 15/13. Assim, deixou de somar um ponto na competição pela primeira vez.

Isso porque, no vôlei, as vitórias por 3 a 0 ou 3 a 1 valem três pontos, enquanto as por 3 sets a 2 distribuem dois pontos para o vencedor e um para o derrotado. O Brasil, que vinha de triunfos por 3 a 0 sobre Alemanha, Tunísia e Finlândia, chegou a 11 pontos. Enquanto isso, a Coreia do Sul tem quatro.

O resultado não deve mudar a trajetória do Brasil no Mundial, uma vez que a equipe já está classificada para a próxima fase, entre os quatro primeiros do Grupo B. Na segunda etapa da competição, vai jogar contra os quatro classificados do Grupo C (Rússia, Bulgária, Canadá e China), levando os resultados contra os três demais classificados da sua chave. A Coreia só avança se vencer a vice-líder Alemanha, no domingo. No mesmo dia, o Brasil fecha a primeira fase contra Cuba.

O JOGO - Contra um time que só havia venceu a fraca Tunísia, o Brasil entrou em campo neste sábado com um time misto. Vissotto, Èder e Lipe entraram nos lugares de Wallace, Lucão e Lucarelli. Além disso, Bruno, com uma lesão na mão direita, foi poupado para Raphael começar jogando pela segunda partida seguida.

Logo no primeiro set, porém, os coreanos mostraram força. Dentro da tradicional escola asiática, defenderam bem e apostaram nos contra-ataques. O Brasil não soube como marcar, ficou atrás do placar todo o set e perdeu por 25/21.

No segundo set, o jogo do Brasil finalmente encaixou, chegando a abrir 11/3. Aí foi só administrar e fechar em 25/13. O domínio prosseguiu no começo do terceiro set, mas os coreanos voltaram à frente. No fim, vitória brasileira por 25/21.

Buscando fechar o jogo no quarto set, o Brasil sofreu para conseguir colocar a bola no chão e foi atropelado pela Coreia por incríveis 25/17. Precisando da vitória no tie-break, Bernardinho trocou Murilo por Maurício e precisou sacar Vissotto, com dores no tendão de Aquiles, para colocar Wallace em quadra.

Sem tirar Bruno, Lucarelli e Lucão do banco, o Brasil chegou a ver a Coreia com 10/7 no placar, mas conseguiu virar para 12/10 no saque de Lipe. Os coreanos chegaram a empatar, mas aí o bloqueio brasileiro e os erros coreanos falaram mais alto para a seleção fechar o set em 15/13 e o jogo em 3 a 2.