NOTÍCIAS
03/09/2014 19:01 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:02 -02

Dilma recupera fôlego, Marina avança e Aécio acentua queda na disputa presidencial, segundo Ibope

Montagem/Estadão Conteúdo

A pesquisa Ibope, divulgada nesta quarta-feira (3), reforça a polarização entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e a ex-ministra Marina Silva (PSB) na disputa presidencial. Em uma semana, a candidata à reeleição estancou a queda e subiu de 34% para 37% das intenções de voto.

Marina também cresceu: de 29% para 33% das intenções de voto. Aécio Neves (PSDB) caiu de 19% para 15%.

O levantamento, encomendado pelo jornal O Estado de S. Paulo e pela TV Globo, foi divulgado nesta quarta-feira (3).

A quantidade de indecisos também está em tendência de queda: saiu de 8% para 5%.

A proporção de brancos e nulos se manteve: 7%.

As intenções de voto em Pastor Everaldo (PSC) continuam em 1% e nos outros nanicos cresceram de 1% para 2%.

2º turno

Se a disputa fosse para o 2º turno fosse hoje, Marina venceria Dilma por 46% a 39%.

Em caso de Aécio na briga eleitoral com a petista, Dilma tem 47% das intenções de voto contra 34% dos tucanos.

A margem de erro é de dois pontos percentuais para menos ou para menos.

O Ibope ouviu 2.506 pessoas em 175 municípios.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) como BR-00514/2014.

Rejeição

Além do avanço na pesquisa do primeiro turno, outra boa notícia para a presidente é a queda em sua taxa de rejeição. Caiu de 36% para 31% a proporção de pessoas que não votariam de jeito algum na petista.

Já a taxa de rejeição de Marina oscilou de 10% para 12%.

A proporção de eleitores que não votam em Aécio se mantém em 18%.