COMPORTAMENTO
27/08/2014 16:11 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:54 -02

Descubra como ficar em silêncio pode ajudar você a aliviar o estresse do dia a dia

Getty Images

O silêncio não é mais reservado às quatro paredes do seu quarto. Hoje, de Nova York a Paris, as pessoas fazem refeições em silêncio, investem em capacetes antirruído. Os publicitários que antes nos vendiam um ambiente alegre, cheio de risos e música, hoje nos fazem sonhar com o silêncio. A ideia não é nova, mas merece que a examinemos seriamente. Calar-se não apenas está ao alcance de todos, como também é uma solução para sentir-se melhor.

Comece seu dia com 5 minutos de silêncio

Você não é adepta da meditação? Tudo bem: o importante é tirar um pequeno momento só para você. Ao acordar, encontre um lugar confortável, longe da televisão, do computador, do telefone e das pessoas que moram com você. Sente-se e respire lentamente. Concentre-se nos ruídos que a rodeiam, uns após os outros. Depois concentre-se em seu corpo e suas sensações. Percorra mentalmente cada parte de seu corpo. Abra os olhos, alongue-se e comece seu dia. Se você desejar mais detalhes, a revista Psychologies pôs na web um guia detalhado para começar a meditar.

Preserve-se dos ruídos que agridem seu corpo

O barulho tem um impacto sobre nosso comportamento. Com um volume alto demais e em um período de tempo prolongado, o ruído nos torna agressivos, hipersensíveis. Ele também pode aumentar nossa pressão sanguínea e perturbar nosso ritmo cardíaco. Para nosso corpo, o ruído é uma agressão, portanto também pode fragilizar nossas defesas imunológicas. Uma razão a mais para tomar cuidado com todas as poluições sonoras ao longo do dia.

Aprenda a se reencontrar e a se escutar

Calar-se também é um meio de melhor se escutar. Nesse campo, o exercício físico em silêncio pode ser uma boa opção. Por uma vez, faça um passeio sem os fones de ouvido e deixe seu telefone carregando. Concentre-se em sua respiração. Escute os ruídos externos, os pássaros, o vento nas folhas, o barulho de seus sapatos no chão. "Correr para mim significa ser livre. Permite-me esvaziar a cabeça. E tornou-se uma oportunidade rara e preciosa, que me traz uma paz e uma calma profundas", explica Mark Kurton, um corredor que se tornou silencioso, ao jornal "The Guardian".

Sigam o exemplo dos cantores

As cordas vocais são seu instrumento de trabalho mais precioso dos cantores. Para economizá-las, eles não hesitam em ficar em silêncio durante vários dias, ou mesmo semanas, antes de certas apresentações. Dedique um pequeno momento de cada dia ou uma vez por semana ao silêncio. Evidentemente, é um pouco complicado com crianças, mas pode até se tornar uma brincadeira e você vai descobrir a que ponto a linguagem não verbal é rica. Contente-se com um caderninho para anotar as coisas mais complicadas de exprimir.

Dê às suas refeições o justo valor

É hora da refeição, o momento de convivência em que cada um quer contar como foi seu dia. E se vocês fizessem a experiência de manter silêncio durante uma refeição, como religiosos? Dediquem-se a escutar as emoções que produzem o que vocês estão comendo. Doce, salgado, amargo, ácido? O que você acha do que cozinhou esta noite? Que gosto isto lhes lembra? Olhe para os outros comensais.

E finalmente volte a a falar. Depois de ter dado um pouco de espaço ao silêncio, sua voz rapidamente fica um pouco rouca. Você tem a estranha impressão de falar alto. E tem vontade de se calar de novo. Atenção, o silêncio é um luxo ao qual nos habituamos rapidamente.

LEIA MAIS:

- Meditação: entenda por que vale a pena adotar a prática

- Mindfulness: conheça essa técnica de meditação e aprenda a praticá-la