NOTÍCIAS
26/08/2014 20:06 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:53 -02

Horário eleitoral ajuda Skaf na corrida pelo governo de São Paulo, mas Alckmin segue bem à frente e Padilha não decola

Montagem/Estadão Conteúdo

A pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (26) mostra o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), na dianteira da disputa pelo Palácio dos Bandeirantes.

Alckmin tem 50% das intenções de voto contra 20% de Paulo Skaf (PMDB) e 5% de Alexandre Padilha (PT).

O levantamento, encomendado pela TV Globo, indica que Alckmin deve se reeleger no primeiro turno.

Gilberto Natalini (PV), Laércio Benko (PHS) e Raimundo Sena (PCO) registraram 1% cada. Gilberto Maringoni (PSOL), Wagner Farias (PCB), Walter Ciglioni (PRTB) não pontuaram.

A proporção de indecisos é de 11%. Votos brancos e nulos somam 10%.

Os números apontam que o horário eleitoral gratuito, iniciado há uma semana, beneficiou Skaf. As intenções de voto nele cresceram nove pontos percentuais em comparação ao último levantamento, realizado no fim de julho.

Pode ser um sinal de que a aposta de sua campanha em tratá-lo como o candidato que vai governar São Paulo "com tesão" surtiu efeito.

Já Padilha continua com os mesmos 5% da pesquisa anterior.

Além de não decolar, o ex-ministro da Saúde enfrenta a maior rejeição do eleitorado. De acordo com o Ibope, 26% dos paulistas não votariam nele.

Atrás de Padilha, Alckmin tem 19% de rejeição e Skaf, 12%.

LEIA MAIS:

- ‘Pastelão': debate de candidatos ao governo de SP no SBT faz público reclamar pela ausência de Chaves

- 'Estrupadores': Paulo Skaf (PMDB) e Gilberto Natalini (PV) tropeçam na Língua Portuguesa em debate do governo de SP

O Ibope ouviu 1.521 eleitores em 79 municípios paulistas.

O levantamento foi feito de 23 a 25 de agosto.

A margem de erro é de três pontos para mais ou para menos.