MULHERES
26/08/2014 20:13 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:53 -02

8 coisas que me lembram que a vida continua depois do divórcio

A história pós-divórcio de Lindsey Ellison é um exemplo rematado de sucesso no espírito de “se a vida lhe dá um limão, faça uma limonada”. Como coach para divorciadas, Ellison aproveita as lições que sua própria história lhe ensinou para orientar mulheres a passar pelo divórcio e, uma vez terminado esse processo, ajudá-las a criar uma vida da qual sintam orgulho.

Mas o que ajudou Ellison a superar seu próprio divórcio? Veja abaixo oito coisas que a ajudaram a sentir que a vida continua, mesmo depois de seu casamento chegar ao fim.

O hobby

“Depois da separação, eu não conhecia muitas pessoas solteiras e não tinha muitos amigos. Sentia muita solidão nos fins de semana que passava sem meus filhos, então resolvi fazer um curso de escalada indoor, na esperança de conhecer gente nova. Foi um sucesso! Em um dia aprendi a escalar, e o esporte quase imediatamente virou minha nova paixão! E eu odeio alturas, então a atividade me ajudou a superar esse medo. Também virei um pouco hippie no verão. Falei ‘que se dane, vou para festivais de música e vou acampar!’. Foi o máximo. Esta aqui sou eu, improvisando num desses festivais.”

O filme

“Esta dica é fácil: Diário de Uma Paixão. Por quê? Porque às vezes você está precisando chorar (e vamos falar a verdade, passar duas horas vendo Ryan Gosling também ajuda). Me lembro de ver esse filme e então ligar para meus pais, com lágrimas descendo pelo rosto e meu nariz pingando, e perguntar: ‘Será que vou passar o resto de minha vida sozinha?’. Claro que eles disseram que não, e acabei me apaixonando por aquele que é meu marido agora, mas na época eu não acreditava que fosse possível.”

A foto

“Fotos de Ryan Gosling (dá pra perceber que sou vidrada nele?).”

A comida

“Sushi e mais sushi. Não havia nada melhor que pedir sushi para delivery e ter um encontro comigo mesma. Às vezes eu até comprava uma champanhe cara e fazia um brinde ao meu futuro desconhecido e tudo que ele ia incluir.”

A frase

“Marianne Williamson disse que ‘por trás de cada momento de medo há um milagre’. Eu adorava essa citação, porque ela me deu tanta esperança. O divórcio é a experiência mais assustadora que existe, e descobri que muitos milagres nasciam de cada momento assustador. E é isso o que ensino as pessoas a perceber, o tempo todo.”

A música

“A música? Só pode ser ‘Don't Leave Me This Way’, de Thelma Houston. Não que meu marido tivesse me ‘deixado’, mas namorei muitos idiotas que me deixaram quando eu ainda não estava preparada para isso.”

Os livros

“Houve dois livros. O primeiro foi The Human Magnet Syndrome (A síndrome do ímã humano), de Ross Rosenburg. Este livro explica a origem dos relacionamentos disfuncionais e a razão de amarmos pessoas que nos magoam. É uma leitura obrigatória, que eu recomendo a todas minhas clientes. E faz pouco tempo entrevistei o autor para um podcast, porque ele é o único autor que eu acho que vai superar a todos na explicação do papel do co-dependente e do narcisista em todo relacionamento.

O outro livro foi Um Retorno ao Amor, de Marianne Williamson. Quando o li, voltei a me sentir inteira, depois de ter ficado tão triste e perdida. Esse livro me ensinou a pensar positivamente e me fez perceber que meus pensamentos viram realidade. Ele mudou minha vida, na realidade.”

A extravagância

“Minha grande extravagância foi uma viagem a Breckenridge, Colorado, logo após a separação. Meu ex nunca queria esquiar, e eu não esquiava muito bem, mas foi a melhor viagem que já vi com minha amiga, que também era recém-separada.

No ano seguinte fiz outra extravagância: uma viagem a Yellowstone de bicicleta com meus filhos. Foi a diversão mais cara de minha vida! Por que eu fiz? Porque finalmente eu podia! Veja uma foto de mim nessa viagem.”