NOTÍCIAS
22/08/2014 11:57 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Campanha em apoio a policial acusado de matar jovem nos EUA arrecada mais de US$ 200 mil

Reprodução / gofundme.com

Uma página de crowdfunding criada no início desta semana já arrecadou mais de US$ 200 mil dólares para Darren Wilson, policial acusado de matar o jovem negro Michael Brown, em Ferguson, no Estado de Missouri (EUA).

O crime desencadeou uma onda de protestos de cunho racial que culminou com conflitos entre a polícia e os manifestantes.

Segundo o The Daily Beast, a fundadora da campanha se identifica como Allison Wilson, mas falou com o jornal sob condição de anonimato. Ela não informou se tem alguma ligação com o policial e desativou sua página no Facebook.

LEIA TAMBÉM

- Ku Klux Klan levanta dinheiro para premiar policial que matou adolescente negro nos EUA

- Autópsia independente revela que jovem negro recebeu ao menos seis tiros; mãe quer prisão de policial branco nos EUA

A maioria das 5.206 doações que o site recebeu até a publicação desse texto é modesta, não ultrapassando os US$ 50. A contribuição mais alta foi registrada nesta sexta-feira (22), de um usuário que se identificou como Michael Gardner. Ele doou US$ 5.000.

Foi divulgada no começo desta semana uma autópsia independente – encomendada pela família de Brown – que mostra que o jovem recebeu pelo menos seis tiros, dois na cabeça.

Além da página de doações, foi criado um grupo no Facebook chamado “Apoio a Darren Wilson”, que já contava com mais de 50 mil curtidas, segundo o Washington Post. Aparentemente, a página foi desativada.

Apoiadores do policial também estão vendendo camisetas e moletons para levantar doações. As peças de roupa contém um distintivo com o nome de Wilson estampado.

Wlison, de 28 anos, foi colocado em licença após a morte de Brown, ocorrida dia 9 de agosto. Até o momento, nenhuma acusação formal foi feita contra o policial.