NOTÍCIAS
20/08/2014 19:02 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

6 razões para não sair para jantar hoje

Sean Wakefield Photography & Retouching/Flickr
During the summer, Skrad (i.e. Bradley Atwell) held a barbeque in his back yard, and a bunch of us went and enjoyed some...nicely cooked food and fine beverages.

Se você tenta se decidir se gasta bastante jantando num restaurante de bom padrão hoje ou se vai optar pelo menu barato no restaurante de fast food mais próximo, por que não pensa, em vez disso, em ficar em casa e fazer seu próprio jantar?

Existem várias razões para ir à cozinha ao invés do drive-thru, e seu corpo o agradecerá por muitas delas. Está precisando de argumentos para se convencer? Dê uma olhada nestas seis razões para jantar em casa hoje:

Se saísse para comer fora, você consumiria mais do que se ficasse em casa

Quer você vá a um restaurante de padrão mais alto ou a uma casa de fast food, comer fora parece exercer um efeito sobre nosso consumo calórico diário. De acordo com um estudo publicado na Public Health Nutrition por pesquisadores da Sociedade Americana de Combate ao Câncer e a Universidade do Illinois em Chicago, as pessoas que comem fora consomem cerca de 200 calorias diárias adicionais, além de mais gordura saturada, açúcar e sódio. Considerando que nossas necessidades calóricas diárias variam entre 2.200-3.200 calorias, no caso de homens adultos, e 1.800-2.400 no caso das mulheres, dependendo de seu nível de atividade, essas 200 calorias adicionais podem realmente pesar.

Você provavelmente não escolheria a opção “saudável” do menu, de qualquer maneira

Um estudo da firma de pesquisas de mercado The NPD Group constatou que apenas uma em cada quatro pessoas dizem realmente escolher alimentos saudáveis quando saem para comer fora.

Cozinhar em casa pode ajudá-lo a ter vida mais longa

É isso mesmo. Um estudo que saiu na Public Health Nutrition em 2012 mostrou que cozinhar em casa até cinco vezes por semana está associado a uma probabilidade 47% mais alta de ainda estar vivo uma década depois. Realizado por pesquisadores do Taiwan e da Austrália, o estudo foi baseado em dados de um grupo de 1.888 pessoas com mais de 65 anos. Entre elas, 31% disseram que cozinham em casa cinco vezes por semana ou mais, enquanto 43% disseram que nunca o faziam (as restantes cozinhavam com frequência intermediária).

Comer fora contribui para a tendência de aumento da obesidade

Embora não seja possível comprovar uma relação de causa e efeito, muitas associações foram constatadas entre aumento de peso e comer fora. Por exemplo, um estudo de 2004 publicado na Lancet mostrou que adultos jovens que comem com frequência em restaurantes de fast food têm tendência maior a pesar mais e a apresentar resistência aumentada à insulina quando chegam ao início da meia-idade. Um painel financiado pela FDA (a Administração de Medicamentos e Alimentos dos EUA) fez uma revisão das evidências e concluiu que consumir alimentos não preparados em casa está associado a gordura corporal maior, índice de massa corporal mais alto e obesidade maior.

Você vai comer alimentos mais saudáveis se os preparar pessoalmente

A revista Forbes observa que o simples fato de sua casa provavelmente não ter uma frigideira própria para fritar alimentos em imersão já é ótimo para uma alimentação mais saudável. Além disso, ela observa, há estudos que revelam que as pessoas que cozinham em casa têm alimentação mais saudável que as que comem comida feita em outro lugar.

Você estará ensinando seus filhos a apreciar alimentos saudáveis

Preparar o jantar em casa também é uma oportunidade de chamar seus filhos para ficar a seu lado na cozinha, e isso, segundo pesquisas, pode levá-los a apreciar mais a alimentação saudável. Um estudo de 2012 publicado na Public Health Nutrition mostra que crianças que ajudam a preparar e cozinhar refeições têm mais chances de gostar de frutas e verduras.