NOTÍCIAS
19/08/2014 18:14 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Brasileiros conquistam medalhas no taekwondo em competições na Ásia

Divulgação / COB

O taekwondo passou a ser olhado com mais carinho pelos amantes dos esportes olímpicos quando Natalia Falavigna foi campeã mundial na categoria +67 kg em Madri, em 2005, e medalhista olímpica, com o bronze, três anos depois, em Pequim. Nesta terça-feira (19), o esporte voltou aos holofotes com a conquista do ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Nanquim, na China, por Edival “Netinho” Marques, na categoria -63 kg. Dias antes, durante o último fim de semana, a atleta Gabriele Siqueira conquistara a medalha de bronze na categoria +73kg, no Campeonato Mundial Militar do esporte, que está sendo realizado em Teerã, no Irã.

A conquista de Netinho, que deu ao Brasil o segundo ouro nos Jogos de Nanquim, foi conquistada de forma emocionante, com um chute certeiro desferido no último segundo da luta contra o mexicano José Nava Rodrigues, dando a vitória ao brasileiro por 7 a 6. O golpe que deu o triunfo ao brasileiro se deu apenas quatro segundos depois de o mexicano ter empatado a disputa.

“Fiquei muito nervoso naquele momento e pensei que ele ia conseguir os pontos, mas deu tudo certo. Quando eu fiz o sétimo ponto e olhei para o placar, pedi para aquele segundo passar. Graças a Deus sou medalhista olímpico", declarou Netinho, que também é o atual campeão mundial juvenil em sua categoria.

Também na Ásia, no Irã, Gabriele Siqueira faturou o bronze no Campeonato Mundial Militar de Taekwondo. A atleta, que é Sargento do Exército Brasileiro, venceu a representante do Cazaquistão para garantir a medalha e o terceiro posto no pódio. Após retornar ao Brasil, no próximo dia 21, a atleta já embarca para Buenos Aires, onde irá disputar o Argentina Open, torneio válido para o Ranking Mundial da Federação Mundial de Taekwondo.