NOTÍCIAS
13/08/2014 10:13 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

'Rei da cachaça' do Brasil é preso por suspeita de pedofilia e tentativa de homicídio em MG

Reprodução/TV Folha

Um dos maiores produtores de cachaça do Brasil foi preso nesta terça-feira (12) suspeito de pedofilia e tentativa de homicídio em Salinas (MG), a 452 quilômetros de Belo Horizonte. Antônio Eustáquio Rodrigues foi alvo da operação Papai Noel, da Polícia Civil do município mineiro.

Segundo o jornal O Tempo, principal de Minas, depoimentos das vítimas acarretaram a prisão. A Polícia Civil informou que uma adolescente de 15 anos e um menino de 13 da periferia denunciaram o empresário.

A defesa não teve acesso ao inquérito e, por isso, preferiu não se pronunciar, informa o G1.

Toni Rodrigues tem 64 anos e diz ter começado a trabalhar ainda criança. Ele é dono das marcas Seleta, Boazinha e Saliboa. Produz aproximadamente 1,3 milhão de litros de cachaça por ano.

Rei da Cachaça na berlinda


Em um vídeo publicado pela TV Folha no ano passado, Toni Rodrigues falou sobre a construção de seu patrimônio, declarou que é um homem bastante católico e se gabou de que outros produtores temem o sucesso dele.