NOTÍCIAS
13/08/2014 21:04 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:52 -02

Morte de Eduardo Campos: repórter da Revista Piauí relata como foi acompanhar cotidiano do político pernambucano

Bloomberg via Getty Images
Eduardo Campos, presidential candidate and former governor of the state of Pernambuco, speaks during an interview in Sao Paulo, Brazil, on Thursday, April, 17, 2014. Campos said he would grant the central bank full autonomy and reduce intervention in the economy to shore up confidence and fight inflation. Photographer: Paulo Fridman/Bloomberg via Getty Images

A Revista Piauí produziu dois perfis sobre personagens-chave nas eleições de 2014.

Um deles, de julho de 2014, é do ex-candiado à presidência, Eduardo Campos, morto nesta quarta-feira em um acidente aéreo. O outro, de 2010, é de sua candidata à vice-presidência, Marina Silva. Ambos trazem traços sobre a personalidade e parte da história da vida pública dos dois políticos.

Daniela Pinheiro, que foi autora dos perfis de Eduardo e Marina para a Piauí, escreveu também um texto falando sobre a experiência de acompanhar o cotidiano do presidenciável entre abril e junho deste ano.

Conta Daniela:

O avião apertado, de apenas seis lugares, os bancos de couro cor de creme e o mobiliário de madeira escura com detalhes dourados davam a impressão de estarmos numa versão miniaturizada de Las Vegas. Eu brincava que já tinha andado em jatinhos melhores na vida – como o do cartola Ricardo Teixeira, ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol, ou o usado pelo pastor evangélico Silas Malafaia. Campos respondia com humor: o seu Partido Socialista Brasileiro era tão coerente que até o avião tinha “um ar socialista”.

A experiência de voar com Eduardo Campos no jatinho do acidente que o levou à morte nesta quarta-feira pode ser encontrada no site de Piauí.