NOTÍCIAS
11/08/2014 10:39 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:46 -02

7 maneiras surpreendentes e simples de viver o presente

Getty Images

Ser uma pessoa consciente é uma das poucas coisas que está na moda (nós declaramos 2014 como o "ano para viver com consciência"),ao mesmo tempo em que é também uma técnica milenar, que ajuda desde reduzir o estresse até melhorar o desempenho profissional.

A essência dessa prática é simplesmente cultivar a consciência do momento presente sem fazer julgamentos. Mas saber como começar e quando praticá-lo pode parecer muito complicado.

Felizmente, é bem mais fácil do que você imagina. Veja a seguir sete formas de começar:

1. Suspire.

respire

Muitas vezes, ao ser confrontado com um momento estressante, a resposta natural do ser humano é inspirar e expirar sem perceber. “Uma mãe que está estressada ao preparar o café da manhã para os filhos, tentando prepará-los para a escola e eles estão brigando… esse é um pouco do momento estressante que muitas pessoas vivenciam”, explica Michael Craft, estrategista de negócios e desenvolvimento de programas do Omega Institute for Holistic Studies. "Sem pensar, ela suspira – e isso é ser consciente”.

"O objetivo é ter consciência do que está acontecendo”, diz Craft – e idealmente, inspirar profundamente algumas vezes. “[Mas] ainda que aquela mãe não pense ‘Eu estou fazendo uma respiração de meditação agora’, de alguma forma, ela tem consciência da sua respiração”.

2. Tente treinar caligrafia. Ou fazer jardinagem. Ou ouvir música.

caligrafia

A arte da caligrafia é uma prática conhecida da consciência, diz Craft – tanto é que aqueles que dominam essa arte tipicamente aprendem sobre essa prática consciente antes que eles comecem a aprender a formar as letras, porque precisam trabalhar em um estado de total consciência.

Se a caligrafia não é o seu lance, não se preocupe. “Existem muitos músicos e artistas – e jardineiros, também – que estão praticando a consciência, sem treinamento formal, porque entram naquele estado quando estão fazendo o seu trabalho”, explica Craft.

Mas lembre-se que há uma diferença entre estar em um estado de consciência plena e ‘viajar’ na frente do computador ou TV. Há um elemento físico e mental da concentração que é inerente à pintura ou à plantação de mudas que simplesmente não acontece quando você está navegando pela internet.

3. Lave as louças.

lave a louça

Tarefas domésticas, como lavar as louças podem não parecer ser nada atraentes, mas Craft as considera uma oportunidade para ter uma melhor percepção dos seus sentidos. Sinta a água escorrendo pelas suas mãos e as bolhas de sabão estourando entre os seus dedos, o aroma do detergente enchendo as suas narinas.

"A consciência é uma prática sensual," ele diz. "A palavra 'consciente' implica que está na sua mente, mas na verdade tem a ver com percepção”.

4. Aproveite ao máximo a sua rotina matinal.

aproveite o dia

Da mesma forma, muitos de nós geralmente não estamos bem acordados durante a nossa rotina matinal. Mas Janice Marturano, diretora executiva do Institute for Mindful Leadership (instituto que promove a liderança consciente – e blogueira que contribui com frequência no HuffPost), argumenta que há uma forma de aproveitar muito mais a manhã: os programas de treinamento do instituto focam tanto em meditações mais longas e também no que ela chama de “pausas com propósito” ou momentos em que você volta a sua atenção para qualquer tarefa ou sensação que você está vivenciando, por mais comum que ela seja. E a manhã é o tempo perfeito para fazer isso.

Preste atenção ao escovar os dentes, no sabor e aroma daquela primeira xícara bem quentinha de café ou chá, ou mesmo na sensação do seu corpo ao esperar a tela do computador ligar.

5. Coloque os pés no chão.

pés no chão

Uma das maneiras mais simples de praticar a consciência no trabalho, principalmente quando você percebe que a sua mente está desatenta enquanto você está sentado na sua mesa ou quando começa a cochilar durante uma reunião longa, é concentrar a sua atenção na sensação de sentir os pés no chão, de acordo com Marturano.

"Sente com a coluna bem reta, coloque os dois pés no chão e perceba a sensação das solas dos seus pés, do peso da [suas] pernas empurrando o chão e qualquer outra sensação que possa ser percebida”, ela recomenda. “Apenas alguns minutos dessa prática vão unir a sua mente e corpo naquele momento”.

6. Caminhe

walk

Outra maneira fácil de cultivar a consciência no trabalho é tirar alguns minutos para subir alguns lances de escada, aconselha Marturano. Isso servirá não somente para lhe acordar (e ativar a sua circulação sanguínea), mas para centrar a sua mente. “Suba um lance de escadas, sentindo os seus pés em cada degrau, a temperatura do ar, a sensação do ar na sua pele, os sons, as cores”, ela indica. “Aproveite para redirecionar a sua mente para a experiência de subir as escadas quando a sua mente começar a ficar inquieta com pensamentos do futuro e do passado”.

"Caminhe lentamente, concentrando-se em cada passo”, acrescenta Craft. “Se caminhar funcionar, então você pode tentar, digamos, varrer folhas no jardim. Qualquer coisa que seja o que consideramos uma atividade ‘zen’”.

7. Bônus: Crie uma rotina regular de 15-minutos.

meditação

A melhor coisa que você pode fazer por si mesmo se leva a sério viver de maneira consciente, afirma Craft, é separar um tempo, de preferência diariamente, sempre na mesma hora, onde você desliga o telefone, TV e música para sentar em silêncio, concentrando-se na sua respiração. Se sentir que a mente está começando a ‘viajar’, concentre-se de novo na respiração – e não tente resistir a distração mental, porque é inevitável que isso aconteça. Simplesmente redirecione os seus pensamentos à sensação física de inspirar e expirar.

Se concentrar-se na respiração não funcionar, tente fazer uma ‘varredura’ do seu corpo, começando no topo da cabeça. Vá passando por cada parte do corpo, pensando, Qual a sensação na minha cabeça nesse momento? No meu pescoço? Vá fazendo isso até chegar nos dedos dos pés, e depois suba para a cabeça de novo. Ou então crie um programa físico formal (apesar de Craft dizer que detesta essa palavra), fazendo frequentemente longas caminhadas ou praticando tai chi.

"A prática consiste na verdade em tornar-se mais consciente. Não tem a ver com tornar-se uma pessoa diferente, mudar a si mesmo ou até mesmo adotar um novo hábito saudável”, disse Craft. “Tem a ver com aumentar a tranquilidade e consciência na sua própria mente”.