NOTÍCIAS
28/07/2014 14:27 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:43 -02

Fifa amplia escopo de punição a atletas envolvidos em casos de manipulação de resultados

Thomas Couto/Flickr
For the Game. For the World.

A Fifa, em nota divulgada nesta segunda-feira (28), confirmou a ampliação do escopo das punições a jogadores envolvidos em casos de manipulação de resultados. O ganês Mark Edusei foi suspenso pela Federação Italiana de Futebol (FIGC) no dia 7 de maio de 2014, ao passo que o maltês Kevin Sammut recebeu uma sanção da Corte Arbitral do Esporte (CAS) no dia 18 do mesmo mês.

O primeiro caso, envolvendo o jogador de Gana, o comitê disciplinar da Federação Italiana de Futebol decidiu pela suspensão do atleta de todas as atividades relacionadas ao futebol por três anos e seis meses por conta de um caos de manipulação de resultado em uma partida válida pela Série B do Campeonato Italiano em 2009.

Já o episódio cujo protagonista foi o atleta maltês, houve um banimento por dez anos do jogador após os procedimentos conduzidos pelos órgãos disciplinares da Uefa (entidade que controla o futebol europeu) a respeito de um caso de manipulação de resultado em uma partida válida pelas eliminatórias da Eurocopa em 2007.

Para ambos os casos, o presidente do Comitê Disciplinar da FIFA decidiu ampliar as punições para que tenham vigência internacional, de acordo com o artigo 78, parágrafo 1º, alínea c, e com o artigo 136 e seguintes do Código Disciplinar da entidade - as respectivas confederações envolvidas já foram notificadas da decisão.