NOTÍCIAS
14/07/2014 16:19 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Ligado à Universal, senador Marcelo Crivella aposta em mensagens de autoajuda na campanha a governador do Rio

CACAU FERNANDES/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Com o fim da Copa do Mundo, a campanha eleitoral vai se intensificar cada vez mais nas ruas e nas redes sociais. Pelo Facebook, candidatos ao governo do Rio de Janeiro vão engrossando críticas contra a gestão de Sérgio Cabral (PMDB), de quase oito anos. Garotinho (PMDB) e Lindberg Farias (PT) elegeram já pontos fracos do ex-governador para ficar batendo até outubro. Ambos miram, por exemplo, o transporte público do estado:


Atual governador e braço-direito de Cabral, Luiz Fernando Pezão exalta as conquistas do governo do PMDB no Rio para conseguir a reeleição. E tenta pelo Face dar um enfoque positivo à questão do transporte público.


Enquanto críticas estão no repertório do Facebook de Garotinho e Lindberg e as respostas (ainda que não exatas) vêm na conta de Pezão, um dos principais candidatos ao governo do Rio prefere apostar em mensagens de autoajuda e otimismo para conquistar eleitores.

A equipe do senador Marcelo Crivella (PRB), que é bispo licenciado à Igreja Universal, consegue viralizar os conteúdos sempre positivos.


A lição de vida ou mensagem de esperança agrada tanto ao eleitorado cativo de Crivella – os evangélicos – quanto aos cariocas que encaram as doses diárias de otimismo como um estímulo para a vida.

A estratégia digital de Crivella surte efeito na medida em que o alcance desse tipo de post é bem superior aos de propostas para o Rio ou de críticas ao governo atual.

Em média, cada postagem desse tipo de Crivella tem mais de 11 mil compartilhamentos no Facebook.

É um número bastante superior ao dos principais candidatos a governador.

Pezão conta sempre menos de 400 compartilhamentos por post.

Lindberg raramente bate os 1.000 shares.

Mesmo Garotinho, que tem a página com o maior número de curtidas (773 mil), fica na faixa dos 300 compartilhamentos.

Ao menos nas redes, Crivella parece ter saído na frente na corrida eleitoral ao governo do Rio.

Sete disputam governo do Rio de Janeiro