MULHERES

Campanha #StandUpWorldCup explica por que algumas mulheres estão torcendo tanto na Copa do Mundo

07/07/2014 11:51 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

A Copa do Mundo é o evento mais assistido do mundo e provoca sentimentos nacionalistas e de união entre as nações que participam do evento. Mas, apesar da comemoração, a Copa também afeta o número de casos de violência doméstica.

O vídeo da campanha #StandUpWorldCup (algo como “Levante-se, Copa do Mundo, em inglês), realizado pela instituição britânica de caridade Tender Education and Arts, mostra de forma sucinta o que significa uma derrota da seleção britânica para algumas mulheres.

Leia também: Pesquisa revela dados alarmantes sobre abusos sexuais contra mulheres

No vídeo, que você pode ver acima, uma mulher torce não com entusiasmo ou raiva do juiz, mas com medo. No final, quando o jogo termina e ela realiza que a seleção perdeu, seu olhar perplexo é de arrepiar a espinha. Aí surgem as palavras “ninguém queria tanto que a Inglaterra vencesse quanto as mulheres”, em inglês. E a informação: “a violência doméstica aumenta em 38% quando a Inglaterra é expulsa da Copa do Mundo”.

“O clima está mais quente, mais bebidas serão consumidas, as emoções ficarão à flor da pele, e nada disso justifica a violência. Nós pedimos que pessoas e organizações se levantem nesta Copa do Mundo e digam ‘não há desculpas’”, diz o site da instituição.

A campanha cita a pesquisa da Universidade de Lancaster que acompanhou as últimas três copas e concluiu que há um aumento de 38% da violência doméstica em Lancashire, Inglaterra, quando a seleção nacional perde, bem como um aumento de 26% quando o time vence.

A Inglaterra foi eliminada da Copa este ano, mas a mensagem vale a pena ser passada. Além do mais, a situação não é exclusividade dos ingleses. Na Costa Rica, os seguidos triunfos da seleção fizeram explodir os números de violência contra a mulher no país.

Segundo o governo da Costa Rica, a polícia registrou uma média de 300 casos de violência doméstica em cada dia de jogo da seleção. As autoridades relacionam o aumento com o consumo de álcool e os momentos de tensão das partidas. A situação foi tão degradante que os jogadores da seleção se mobilizaram e fizeram uma campanha nas redes sociais com a frase “Não à violência”. A Costa Rica foi eliminada após uma partida contra a Holanda no último sábado.

(Com Huffington Post e via Hypeness)