NOTÍCIAS
07/07/2014 14:04 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Um dos maiores craques da história, Di Stefano morre aos 88 anos, em Madri

MULADAR NEWS/Flickr
<a href="http://electricalnews.eu/muere-alfredo-di-stefano.html" rel="nofollow">electricalnews.eu/muere-alfredo-di-stefano.html</a>

Um dos maiores jogadores da história do futebol, o argentino naturalizado espanhol Alfredo Di Stefano morreu nesta segunda-feira (7), aos 88 anos, depois de ter sofrido uma parada cardíaca no último sábado, em Madri, onde vivia. O maior ídolo da história do Real Madrid estava internado no Hospital Gregorio Marañon, na capital espanhola, em estado grave, mas não resistiu, deixando de luto o mundo da bola às vésperas das semifinais da Copa do Mundo.

Di Stefano iniciou a carreira no River Plate, da Argentina, onde formou uma das melhores equipes da história do clube, nos anos 40, mas foi no Real Madrid que teve seus melhores momentos, conquistando cinco Copa dos Campeões de forma consecutiva, sendo considerado, até hoje, o maior ídolo da história do clube madrilenho.

Ex-presidente de honra do Real Madrid, o ex-craque jogou, ainda, no Huracán, da Argentina, no Millionarios, da Colômbia, e no arquirrival do Real Madrid, o Barcelona, em breve passagem.

Di Stefano atuou, também, por três seleções, Argentina, Colômbia e Espanha, algo impensável nos dias atuais. Apesar de ser considerado um dos melhores de todos os tempos, o craque nunca disputou uma Copa do Mundo.