NOTÍCIAS
06/07/2014 20:22 -03 | Atualizado 26/01/2017 21:35 -02

Campeão come grama, duquesa não sabe bater palma e Brasil campeão: como foi o dia em Wimbledon

Pavel Golovkin/AP

O tenista sérvio Novak Djokovic conquistou neste domingo (6) o segundo título em Wimbledon na carreira após batalha de altos e baixos contra o heptacampeão Roger Federer, que terminou com triunfo do sérvio por 3 sets a 2, com parciais de 6-7(7) 6-4 7-6(4) 5-7 e 6-4. Foi dia de vitória do Brasil entre os juvenis na grama de Londres, mas tudo isso ficou em segundo plano.

Duvida? Pois bem, tente se lembrar do último campeão do terceiro torneio Grand Slam da ATP a comer grama em solo britânico. Pois é, olha Djokovic inovando, por pura emoção.

“A final do Aberto de Austrália de 2012, contra (Rafael) Nadal, foi a mais longa (cinco horas e 53 minutos), mas com relação à qualidade, esta foi a melhor partida (da carreira), sem dúvida”, afirmou o sérvio. Em 2011, ele também resolver 'pastar' no torneio.

O torneio ainda viu um suíço Roger Federer ir às lágrimas depois de deixar escapar a chance de conquistar o seu oitavo título em Wimbledon. “Foi um grande final. Mal posso acreditar que cheguei ao quinto set, o jogo não esteve bom para mim por um bom tempo”, comentou, resignado.

Voltando ao lado cômico do que foi visto na decisão em Londres, destaque para um fato curioso: definitivamente, a duquesa de Cambridge, Kate Middleton, não sabe bater palmas! É algo que o site americano SBNation já havia notado em outras oportunidades.

Ah, e o que tem o Brasil a ver com tudo isso? O gaúcho Orlando Luz e o paulista Marcelo Zormann, em parceria formada há pouco mais 15 dias, conquistaram o título do torneio juvenil de duplas do Grand Slam britânico. Na final, derrotaram o norte-americano Stefan Kozlov e o russo Andrey Rublev, principais favoritos da competição, por 2 sets a 1 - com parciais de 6/4 e 3/6 e 8/6, em 2 horas e 1 minuto de jogo.

É bom lembrar: o título de Orlandinho e Marcelo é o primeiro do Brasil em uma das chaves de Wimbledon desde o último título de duplas de Maria Esther Bueno, em 1966, ao lado da norte-americana Nancy Richey. Até então, a lendária tenista era a única brasileira a triunfar na grama do All England Club, com três títulos de simples - o último deles em 1964 - e cinco de duplas.